DicasPassagens aéreasSalas VIPs

Milhas e salas VIP: descubra qual o melhor (ou melhores) cartão de crédito

Melhor-cartao

Anna, qual o melhor cartão de crédito para acúmulo de milhas? Como eu faço para ter acesso às salas VIP nos aeroportos do Brasil e do mundo? Essas são as duas questões que mais recebo sempre que viajo e mostro como é o interior de uma sala VIP. Considerando que os dois assuntos estão relacionados, hoje vou esclarecer essas dúvidas e te ajudar a encontrar o melhor cartão de crédito pra você!

Inicialmente, é preciso estabelecer algumas premissas:

  • O melhor cartão de crédito é aquele que se encaixa à sua renda e gastos mensais. Alguns cartões fazem pré análise da renda do cliente (exigem pré aprovação), então embora esses cartões tenham um bom retorno no quesito “acúmulo de milhas” e “acesso às salas VIP”, talvez não seja a opção ideal pra você no momento.
  • Se você optar por “investir” num bom cartão de crédito e buscar acumular o máximo de milhas possíveis, tem que ter em mente que 90% de suas despesas devem se concentrar no cartão de crédito. Esqueça o débito e só pague em dinheiro quando não tiver outro jeito, caso contrário provavelmente não acumulará milhas o suficiente para viajar.
  • Tenha cautela em relação às compras realizadas no exterior, pois em decorrência do valor cobrado a título de IOF, quase sempre não compensa utilizar cartão de crédito fora do Brasil.

Os melhores cartões de crédito para acumular milhas

Outra vantagem do acúmulo de pontos além da tradicional troca por passagens aéreas, é a troca por diárias em hotéis.

Eu prefiro trocar meus pontos por passagens aéreas, mas há quem goste de trocar por outros produtos e serviços relacionados ou não ao universo das viagens.

Os cartões que mais pontuam, dão ao titular, em regra, de 2 a 2.3 pontos a cada dólar gasto.

Em contrapartida, são esses também os cartões com anuidade mais alta e muitos exigem pré análise de crédito/renda do cliente.

São exemplos de cartões que concedem 2.2 pontos a cada dólar gasto:

  • Santander Unlimited Mastercard Black
  • Porto Seguro Mastercard Black
  • Porto Seguro Visa Infinite
  • American Express The Platinum Card
  • Sicoob Mastercard Black
  • Bradesco Elo Nanquim
  • Ourocard Elo Nanquim
  • Caixa Elo Nanquim (2.3 pontos)

Há, ainda, opções de cartões que pontuam entre 2 a 2.1 por dólar gasto:

  • Sicredi Mastercard Black
  • Caixa Mastercard Black
  • Caixa Visa Infinite
  • Santander Unique Mastercard Black
  • Itau Personalite Mastercard Black
  • Ourocard Mastercard Black
  • Santander Unique Visa Infinite
  • Itau Personalite Visa Infinite
  • Ourocard Visa Infinite
  • BRBCARD Mastercard Black Millenium Capital
  • Credicard Exclusive Platinum Mastercard
  • Credicard Exclusive Platinum Visa

Repare que os cartões que pontuam entre 2 a 2.3 pontos por dólar gasto, são, em regra, cartões de categoria Black ou Infinite.

Embora tais cartões possuam anuidades mais altas, muitas são decrescentes, ou seja, você consegue reduzi-las conforme o valor da sua fatura – quanto mais gastar no cartão de crédito, menor a anuidade (às vezes é possível até mesmo conseguir a isenção).

Agora segue a relação de cartões mais acessíveis que os primeiros, mas com pontuação abaixo de 2.0 pontos por dólar gasto:

  • Bradesco Mastercard Black (1.8 a 2 pontos por dólar)
  • Bradesco Visa Infinite (de 1.8 a 2 pontos por dólar)
  • Ourocard Estilo Elo Grafite (1.7 pontos por dólar)
  • Banrisul Visa Infinite (média de 1.76 pontos por dólar)
  • Bradesco Elo Grafite (1.7 pontos por dólar)
  • Caixa Elo Grafite (1.6 pontos por dólar)
  • American Express The Gold Card (1.5 Ponto por dólar)
  • Diners Club International Exclusive (1.5 pontos por dólar)
  • BV Visa Platinum (até 1.75 ponto por dólar)
  • BV Mastercard Platinum (até 1.75 ponto por dólar)
  • Bradesco Prime Platinum American Express (1.7 ponto por dólar)
  • Ourocard Amex Platinum Estilo (1.6 ponto por dólar)
  • Santander Dufry Platinum Mastercard (1.5 ponto por dólar)
  • Santander Dufry Platinum Visa (1.5 ponto por dólar)
  • Itaucard 2.0 Sempre Presente Platinum Mastercard (1.5 ponto por dólar)
  • Itau Personnalité Platinum Mastercard (1.5 ponto por dólar)
  • Santander Elite Platinum Mastercard (1.5 ponto por dólar)
  • Itaucard 2.0 Sempre Presente Platinum Visa (1.5 ponto por dólar)
  • Itau Personnalité Platinum Visa (1.5 ponto por dólar)
  • Ourocard Estilo Platinum Visa (1.5 ponto por dólar)
  • Ourocard Estilo Platinum Mastercad (1.5 ponto por dólar)
  • Credicard Exclusive Gold Visa (1.5 ponto por dólar)
  • Credicard Exclusive Gold Mastercard (1.5 ponto por dólar)
  • BRBCARD MasterCard Platinum (1.5 ponto por dólar)
  • BRBCARD Visa Platinum (1.5 ponto por dólar)
  • Banco do Nordeste Visa Platinum (1.5 ponto por dólar)
  • PAN Visa Platinum (1.5 ponto por dólar)
  • PAN Mastercard Platinum (1.5 ponto por dólar)
  • Porto Seguro Visa Platinum (1.5 ponto por dólar)
  • Porto Seguro Mastercard Platinum (1.5 ponto por dólar)

Por fim, existem também os cartões que estão vinculados à determinada companhia aérea.

Sendo assim, embora muitas vezes apresentem boa pontuação por dólar gasto (até 2.5), prendem o cliente àquela companhia específica, de modo que os pontos são transferidos diretamente para ela, sem liberdade para voar com a companhia que desejar.

Cartões vinculados à determinada companhia/programa de milhagem:

  • Multiplus Fidelidade 2.0 Mastercard Black: 2.5 pontos por dólar (pontos vão direto para o Multiplus). Esse cartão dá acesso à sala VIP Mastercard GRU e LoungeKey.
  • Bradesco Mastercard Smiles Platinum: 2 pontos por dólar (pontos vão direto para o Smiles). Esse cartão dá acesso à sala VIP Smiles em GRU e GIG.
  • Ourocard Mastercard Smiles Platinum: 2 pontos por dólar (pontos vão direto para o Smiles). Esse cartão dá acesso à Sala VIP Smiles em GRU e GIG.
  • Multiplus Fidelidade 2.0 Platinum Mastercard: 2 pontos por dólar (pontos vão direto para o Multiplus).
  • Tam Itaucard 2.0 Platinum Mastercard: 2 pontos por dólar (pontos vão direto para o Multiplus).
  • Tam Itaucard 2.0 Platinum Visa: 2 pontos por dólar (pontos vão direto para o Multiplus).
  • Bradesco Mastercard Smiles Gold: 1.5 ponto por dólar (pontos vão direto para o Smiles).
  • Ourocard Mastercard Smiles Gold: 1.5 ponto por dólar (pontos vão direto para o Smiles).
  • TudoAzul 2.0 Platinum Mastercard: 1.5 ponto por dólar (pontos vão direto para o TudoAzul).
  • TudoAzul 2.0 Platinum Visa: 1.5 ponto por dólar (pontos vão direto para o TudoAzul).
  • Multiplus Fidelidade 2.0 Gold Mastercard: 1.6 ponto por dólar (pontos vão direto para o Multiplus).
  • Tam Itaucard 2.0 Gold Visa: 1.6 ponto por dólar (pontos vão direto para o Multiplus).
  • Tam Itaucard 2.0 Gold Mastercard: 1.6 ponto por dólar (pontos vão direto para o Multiplus).

Há quem veja vantagem nessas opções, mas eu não gosto de prender meus pontos exclusivamente em uma companhia.

Na maioria das vezes transfiro meus pontos para um mesmo programa de milhagem, mas gosto de ter a liberdade de fazer isso porque quero, e não porque o cartão me impõe.

A desvantagem é que se você tem um cartão cujos pontos estão vinculados à determinada companhia (ao programa de milhagem da companhia), você não consegue transferi-los para outra companhia aérea quando surgir uma boa promoção.

Em resumo, apresentei as listas conforme minha ordem de preferência, sendo a primeira lista a que apresenta a melhor opção de cartões ao meu ver.

As listas servem apenas para você ter uma ideia do que existe no mercado e como funciona a pontuação de cada cartão. Além disso, você precisa ficar atento sobre os prazos de expiração dos pontos (geralmente 2 a 3 anos, mas pode variar).

Tendo um panorama geral das opções existentes, se sua intenção for vincular conta bancária + cartão de crédito, pergunte ao seu gerente quais cartões o banco oferece e analise cada um deles.

Eu tenho conta na Caixa Econômica e utilizava o Caixa Visa Infinite (2.1 pontos por dólar), até que tive meu cartão clonado em dezembro de 2017 e o banco nunca mais conseguiu regularizar minha situação, meus pontos “sumiram” e até hoje estou com processo judicial para comprovar a fraude nas compras…

Por outro lado, existem cartões que não estão vinculados a um banco ou uma conta, sendo possível a contratação paralela, ou seja, você não precisa ter uma conta bancária naquele banco para conseguir o cartão de crédito.

Nesse caso (cartões não vinculados ao banco), eu recomendo o Porto Seguro Mastercard Black ou o Porto Seguro Visa Infinite (tenho esse e gosto muito) – ambos possuem anuidade decrescente e muitas vantagens (boa pontuação, seguro viagem, seguro no aluguel de carro, acesso a salas VIP, etc.).

Bom, além do acúmulo de milhas, certifique-se também como funciona benefícios como seguro de viagem e acesso às salas VIP nos aeroportos do Brasil e do mundo, pois assim sem dúvida você estará apto para escolher um cartão que realmente vale a pena.

*Se você quer entender mais sobre o universo das milhas e busca rentabilizar com compra e venda de milhas, o blog Vivendo Viagens pode te ajudar!

Confira também aqui no MV:
Passagens aéreas baratas: um tutorial para você gastar pouco

Acesso às salas VIP

Você pode ter acesso às salas VIP de diversas formas:

  • Pagando pelo acesso (que é caro e a cobrança feita em dólar);
  • Viajando de classe executiva;
  • Sendo passageiro frequente da companhia aérea ou de alguma das companhias da aliança aérea;
  • Tendo um cartão de crédito que dá acesso à sala;
  • Tendo um cartão como o Priority Pass.

Podem haver outras formas de acesso conforme o local e sala VIP desejada, mas vamos nos ater a essas opções, pois são as principais formas de acesso.

Pagando pelo acesso:

Essa é a maneira de acesso que eu já excluo logo de cara, pois o valor é alto e se eu fosse pagar pelo acesso à sala toda vez que viajasse e tivesse uma conexão, gastaria muito dinheiro.

Não são todas as salas VIP que permitem acesso dessa forma, então é necessário se informar na internet ou mesmo na entrada da sala.

Pagar pelo acesso pode ser uma boa opção se você não viaja muito e se vai ter muitas horas de espera por uma conexão, por exemplo.

Porém, se você viaja bastante, mais interessante investir num cartão de crédito que tenha esse benefício gratuito ou se tornar passageiro frequente de determinada companhia aérea com boas opções de sala VIP.

Viajando de classe executiva ou sendo passageiro frequente da companhia:

Se você geralmente viaja em classe executiva ou primeira classe, pronto! Seus problemas acabaram e você nem precisa mais ler esse post, porque provavelmente já conhece bem as vantagens aqui descritas…

Mas mesmo que você não viaje com frequência na classe executiva (ou primeira classe), saiba que ainda dá para ter acesso às mesmas salas VIP que os passageiros da executiva.

O que eu quero dizer é que se você for passageiro frequente da companhia, mesmo que você viaje somente na classe econômica (com a passagem mais promocional possível), do mesmo jeito você terá acesso gratuito às salas VIP daquela companhia ou da aliança que a companhia faz parte.

Vamos exemplificar:

Se você é passageiro frequente na LATAM (voa muito com a LATAM ou com as outras companhias da mesma aliança), sendo cliente de categoria PLATINUM, BLACK ou BLACK SIGNATURE, mesmo comprando a passagem  promocional da classe econômica, você tem direito a vantagens por ser passageiro frequente.

Dentre essas vantagens podemos citar: check-in, despacho de bagagem e embarque prioritários, direito ao assento mais conforto gratuitamente, upgrade de categoria (esse depende da disponibilidade e é mais difícil de conseguir) e acesso às salas VIP da LATAM ou aliança ONEWORLD.

Em resumo, o acesso à sala VIP decorre exclusivamente da sua categoria de cliente, não tendo nada a ver com qual categoria de passagem você comprou ou qual cartão de crédito você tem.

É, sem dúvida, uma das melhores formas de acesso às salas VIP. Mas é necessário ter em mente algumas informações:

  • Fidelize-se à uma companhia que tenha opções de salas VIP (dentro do Brasil e no mundo) e que faça parte de uma aliança aérea, pois assim aumentam as suas opções de salas;
  • Sempre de preferência para viajar com a mesma companhia, pois cada vez que você voar com ela, sua fidelização aumenta;
  • A fidelização é anual, portanto, se no próximo ano você não voar o suficiente com a companhia, provavelmente perderá o status anteriormente adquirido;
  • As vantagens obtidas na companhia, estendem-se às demais companhias da mesma aliança (exemplo: se você é cliente fidelidade na LATAM, terá as mesmas vantagens quando voar com a American Airlines).

Se você gostou da ideia de se fidelizar a uma companhia, mas acha que não voa o suficiente ou que não consegue acumular milhas o bastante para voar de graça, ainda existe a opção de assinar um clube fidelidade.

Hoje em dia os clubes estão cada vez mais comuns. Pagando uma mensalidade, o cliente recebe milhas a cada mês e, a depender da categoria de clube escolhida, torna-se cliente fidelidade na companhia, melhorando seu status.

Em resumo, aderir um clube de pontos pode te tornar cliente fidelidade, com acesso às salas VIP da cia.

Ainda, a maioria das promoções lançadas possuem regras mais benéficas aos assinantes dos clubes, como transferência de pontos com bonificação extra.

Tendo um cartão de crédito que dá acesso à sala VIP

Como eu disse, existem vários cartões de crédito que dão acesso a algumas ou muitas salas VIP.

Alguns não cobram por isso… Esses são os melhores!

Outros cartões cobram por acesso (com valor reduzido).

Mas já que é para selecionar as melhores opções, priorize os cartões que não cobram por acesso, pois assim você estará “livre” para ingressar quantas vezes quiser, mesmo diante de uma conexão rápida.

Vejamos alguns cartões com acesso às salas VIP:

  • Santander Unlimited Mastercard Black: Salas VIP do Priority Pass, LoungeKey grátis e Mastercard GRU
  • Porto Seguro Mastercard Black: Salas VIP do Priority Pass, LoungeKey grátis e Mastercard GRU
  • Porto Seguro Visa Infinite: Salas VIP do Priority Pass e LoungeKey grátis
  • American Express The Platinum Card: Salas Vip American Express
  • Sicredi Mastercard Black: Sala VIP Mastercard GRU e LoungeKey grátis
  • Sicoob Mastercard Black: Sala VIP Mastercard GRU e LoungeKey (27 dólares o acesso LoungeKey)
  • Bradesco Elo Nanquim: sala VIP Bradesco Guarulhos, Congonhas e Santos Dumont
  • Caixa Mastercard Black: Sala VIP Mastercard GRU e LoungeKey (27 dólares o acesso LoungeKey)
  • Caixa Visa Infinite:  Salas VIP do LoungeKey (27 dólares o acesso LoungeKey)
  • Santander Unique Mastercard Black: Sala VIP Mastercard GRU e LoungeKey (27 dólares o acesso LoungeKey)
  • Itau Personalite Mastercard Black: Sala VIP Mastercard GRU e LoungeKey (27 dólares o acesso LoungeKey)
  • Ourocard Mastercard Black: Sala VIP Mastercard GRU e LoungeKey (27 dólares o acesso LoungeKey)
  • Santander Unique Visa Infinite: Salas VIP do LoungeKey (27 dólares o acesso LoungeKey)
  • Itau Personalite Visa Infinite: Salas VIP do LoungeKey (27 dólares o acesso LoungeKey)
  • Ourocard Visa Infinite: Salas VIP do LoungeKey (27 dólares o acesso LoungeKey)
  • BRBCARD Mastercard Black Millenium Capital: Salas VIP Brasília (doméstica e internacional) e Mastercard GRU
  • Bradesco Mastercard Black: Sala VIP Mastercard GRU
  • Bradesco Visa Infinite: Salas VIP do LoungeKey (27 dólares o acesso LoungeKey)
  • Caixa Elo Grafite: Salas VIP do Loungekey (27 dólares o acesso LoungeKey)
  • American Express The Gold Card: Salas VIP em Guarulhos, Congonhas, Santos Dumont, Galeão, Ezeiza (Buenos Aires) e Cidade do México
  • BRBCARD Mastercard Platinum: Salas VIP Doméstica e Express Club Brasília
  • BRBCARD Visa Platinum: Salas VIP Doméstica e Express Club Brasília

Antes de escolher seu cartão, certifique-se se será cobrado algum custo adicional pelos acessos às salas.

Analisando essa lista, possível concluir que cartões Mastercard Black dão acesso à Sala VIP Mastercard GRU (Guarulhos). O que se mostra vantajoso em relação aos cartões Visa Infinite, que não possuem sala própria (a VISA não tem sala própria como a Mastercard).

Outras que aparecem com frequência são as Salas VIP do Priority Pass, LoungeKey.

O que seria isso?

Priority Pass

O Priority Pass não é um cartão de crédito, mas sim um cartão de acesso a mais de 1.000 salas VIP em mais de 100 países.

É o cartão de acesso às salas VIP mais aceito no mundo.

Portanto, sem maiores delongas, se puder, adquira um cartão de crédito que dá direito ao Priority Pass com acesso gratuito e ilimitado às salas onde ele é aceito.

E por que isso? Simplesmente pelo fato de que não importará com qual companhia aérea você está viajando, qual a classe da sua passagem, se você é cliente fidelidade da companhia ou não.

Ao contrário do acesso à sala VIP por ser passageiro frequente, tendo o Priority Pass você não precisa voar com a companhia (ou outra companhia da mesma aliança aérea) na qual você é cliente fidelidade.

O acesso é muito mais amplo: você pode estar viajando com uma companhia low cost na Europa e entre uma conexão e outra, ingressar nas salas VIP dos aeroportos por onde passar! Muitas salas aceitam o Priority Pass e isso torna sua viagem muito melhor e mais confortável.

Procure por um cartão que tenha acesso gratuito a toda e qualquer sala que aceite o Priority Pass, pois assim você sempre vai usá-las, independente de sua conexão ser longa ou curtinha.

Entre embarques domésticos e internacionais, há 8 salas nos aeroportos brasileiros que aceitam o Priority Pass:

  • Brasília
  • Belém
  • Porto Alegre
  • Curitiba
  • Recife
  • Rio de Janeiro (Galeão e Santos Dumont)
  • São Paulo (Congonhas e Guarulhos)

As salas de Belém, Porto Alegre, Curitiba e Recife eu ainda não conheço.

A melhor sala VIP no embarque doméstico são salas do aeroporto de Brasília (há duas).

Em Congonhas, a sala VIP que aceita o Priority Pass fica antes do embarque, é uma sala simples, apenas com o básico.

Em Guarulhos, a sala VIP que aceita o Priority Pass na área do embarque doméstico, é a sala da GOL.

O acesso à lista completa de salas VIP que aceitam o Priority Pass você encontra diretamente no site – onde você também consegue informações acerca do horário de funcionamento de cada uma das salas.

A qualidade das salas também varia muito – das mais básicas até as mais sofisticadas.

Existe, ainda, a possibilidade de contratar um dos planos do Priority Pass à parte, ou seja, sem vínculo com nenhum cartão de crédito. Mas já adianto que não compensa, pois o plano mais completo custa em torno de 400 dólares por ano, com acesso ilimitado às salas VIP, mas não dá direito a um convidado, que precisará pagar 27 dólares pelo acesso.

Porém, tendo o Priority Pass a partir da adesão de um cartão de crédito (eu uso o Porto Seguro Visa Infinite), além do acesso ilimitado às salas, cada titular do cartão tem direito a um acompanhante.

Por exemplo: aqui em casa eu adquiri o cartão e fiz mais dois cartões adicionais. Tanto eu, como os titulares dos cartões adicionais têm um cartão Priority Pass cada, e cada um tem direito a mais um acompanhante.

Então, no meu caso, com apenas um cartão de crédito, seis pessoas podem ter acesso gratuito às salas VIP que aceitam Priority Pass.

Ps. Tive problema apenas uma vez com o Priority Pass: estava no aeroporto de Miami, era horário de pico e a sala VIP estava lotada. Barraram minha entrada dizendo que a sala estava lotada e que, diante dessa situação, clientes Priority Pass são limitados. Agendaram meu acesso somente para 1 hora depois, quando já estaria em cima do meu voo.

Por sorte, ao lado tinha uma sala VIP da ONEWORLD (eu estava viajando com uma companhia da aliança), e por ser cliente fidelidade LATAM, consegui acesso apenas apresentando meu cartão de embarque para que pudessem acessar meu cadastro e conferir a categoria. Nesse caso também é permitido um acompanhante, sem custo adicional.

Se assim como eu você também ama o universo das viagens e quer aprender como viajar mais, gastando muito menos do que está acostumado(a), quero te convidar para conhecer o Projeto Viaje o Dobro Gastando a Metade. No vídeo de abertura, além de entender como ele funciona, você terá acesso imediato a várias dicas de economia para por em prática já na próxima viagem!

LoungeKey

Nunca acessei nenhuma sala VIP por ter LoungeKey, pois quando a sala aceita LoungeKey, geralmente aceita PriorityPass também, e eu acabo utilizando esse.

Mas funciona tal qual o Priority Pass, exceto pelo fato de que a maioria dos cartões de crédito que dão acesso ao LoungeKey, cobram mais 27 dólares por acesso.

Como eu nunca acessei nenhuma sala utilizando LoungeKey, não posso dizer se o sistema é bom ou não. O importante é, antes de adquirir o serviço, certifique-se se o acesso não será cobrado.

Caso seu cartão conceda LoungeKey mediante pagamento, provavelmente valerá a pena diante de uma conexão longa. O problema de pagar por acesso, é que você acaba usando pouco o serviço, pois provavelmente não vai querer pagar 27 dólares diante de conexões rápidas.

No caso dos cartões da Caixa Econômica Federal (vide lista acima), o cliente tem dois acessos gratuitos por ano e depois os próximos acessos serão cobrados (27 dólares).

A vantagem de ter acesso ilimitado e gratuito às salas VIP, é que em toda e qualquer conexão de uns 40 minutinhos, já é tempo suficiente para passar na sala comer alguma coisa, tomar uma água, usar o banheiro… Por outro lado, se tiver que pagar pelo acesso, você acabará só utilizando o serviço quando sua conexão for realmente mais demorada.

E por que é tão bom ter acesso às salas VIP?

Viajar na classe executiva não é rotina pra mim, então o acesso às salas VIP tornam meus voos muito melhores, pois consigo descansar (ou até mesmo trabalhar) entre uma conexão e outra, ou na espera do voo.

Já fiquei em salas fantásticas e outras bem razoáveis, mas sempre foi muito melhor do que esperar no saguão do aeroporto.

Basicamente, todas as salas oferecem comes e bebes. O que muda é a qualidade desse serviço. As salas melhores servem até mesmo refeições, sendo possível almoçar e jantar.

Salas mais simples oferecem: salgadinhos, lanches, pães, bolachas, uma ou outra opção de doce, água, café, refrigerante, vinho, Wi-Fi, poltronas, mesas… E para mais ou menos por ai.

Salas mais requintadas oferecem: tudo o que as salas básicas oferecem + serviço de bufê com pratos quentes, saladas e sobremesas, muitas variedades de bebidas alcoólicas e não alcoólicas. Essas salas costumam ser bem grandes, com muitas poltronas, sofás, mesas, áreas para trabalho, sala de TV, garçons, espaço kids, banheiros (algumas com possibilidade de banho), SPA e até salão de beleza (embora eu nunca tenha visitado uma com SPA e salão).

É uma excelente forma de gerar mais qualidade para suas viagens. O legal é saber, depois do post de hoje, que o acesso a essas salas não está tão distante quanto você imaginava, não é mesmo?

Você gosta das minhas dicas? Então aproveita e segue também o @maladeviagem no Instagram, assim você poderá acompanhar todas as minhas viagens em tempo real!
Já se inscreveu no nosso canal? Se ainda não, aproveita para se inscrever agora: Blog Mala de Viagem no Youtube.
Agora o Mala de Viagem também está no TripAdvisor, com todas avaliações de cada experiência da viagem – aproveita e me segue lá também!

 

Sempre que você faz alguma reserva ou adquire algum produto/serviço utilizando um link aqui do blog, eu ganho uma pequena comissão do site. Você não paga nada a mais por isso e ainda me ajuda a manter o Mala de Viagem atualizado e sempre cheio de novidades!

Aluguel de carro

Rent Cars

Seguro Viagem

Seguros Promo

Passagens aéreas baratas

Passagens Promo

Passeios e ingressos

Get Your Guide

Chip Internacional

SimPremium

 

Anna
Anna
Escorpiana assumida, Defensora Pública em MS e wanderlust por natureza. Está sempre programando uma nova aventura e em busca de experiências, porque acredita que a melhor viagem é sempre a próxima!