DicasMala de viagem

Mala de Viagem: o que levar e como organizar sua mala

Mala_de_viagem

Hoje o assunto é destinado a você que quer se aperfeiçoar na hora de fazer sua mala de viagem. Dicas simples que irão te ajudar a viajar na medida, livre e leve para curtir a trip sem se preocupar com excesso de bagagem!

Não deixe para fazer a mala na última hora

Se você começar a arrumar sua mala com antecedência, será muito mais provável que leve apenas o necessário e o que é realmente útil.

Arrumar mala aos 45 do segundo tempo é, na maioria das vezes, sinônimo de desespero. E nessa hora não dá tempo de pensar no que realmente será utilizado. Na dúvida, o comum é que a gente coloque na mala muito mais coisas do que o necessário.

Quem nunca achou um unicórnio fofinho pela casa e quis por na mala?

Ao contrário, se você se organiza com antecedência, tem tempo de ir pensando nos looks, adequando a quantidade de roupas e calçados, tirando o que é “too much”.

Quando eu começo a arrumar minha mala, primeiro coloco tudo que pensei levar em cima de uma cama ou sofá (de preferência que não será utilizado por você nos próximos dias).

Assim, conforme passam os dias, eu olho para tudo aquilo que separei e tiro o extra… Incluo alguma coisa que tinha esquecido, visualizo as opções e peças que mais combinam entre si. Assim fica muito mais fácil do que já por tudo na mala de uma vez, sem nem lembrar mais o que foi escolhido. Você precisa visualizar o que escolheu!

Geralmente, se você tem o hábito de separar mais do que precisará na viagem, tem que pensar em tirar cerca de 50% do total até o dia de colocar as coisas na mala. A palavra chave para uma viagem mais “leve” é desapego!

Se necessário, faça uma lista

Com o tempo você vai perceber que fazer mala vira algo tão automático que não precisa mais de lista.

Porém, se essa realidade ainda é nova pra você, invista em uma listinha sim, pois ela será fundamental para que você não esqueça nada.

E para te ajudar a se organizar melhor, vou deixar um checklist Mala de Viagem (literalmente) disponível aqui:

Prefira peças básicas e cores neutras

Quando mais básicas forem as peças escolhidas, mais fácil será de combiná-las.

Em viagens é normal repetir muito as roupas, então se você conseguir usar “tudo com tudo”, misturando as peças ao máximo, conseguirá compor looks diferentes sem mudar as peças.

Mas Anna, se eu levar cores neutras, não vai ficar tudo muito igual? Sim, a princípio sim… Mas você pode investir em lenços, cachecóis (viagem de frio), acessórios.

mala de viagem
Uma blusa preta com um cashmere e pronto: look novo

Além disso, no caso de roupas pequenas/que ocupam pouco espaço, dá pra colorir um pouco sim.

Por exemplo: na hora de escolher calças e casacos, dê preferência aos mais básicos, com cores neutras, mas na hora de escolher blusinhas, então vale à pena pegar opções mais coloridas, pois essas ocupam pouco espaço na mala e você pode levar várias.

como fazer a mala de viagem
A camisetinha colorida já tira o foco da calça jeans utilizada praticamente durante a viagem inteira

Calças e casacos ocupam mais espaço, então, se não cabem muitos (nem seria adequado se coubesse), escolha peças coringas.

Se a viagem for curta, separe os looks por dia

Para uma viagem curtinha, de final de semana ou feriado, é possível prever quantas roupas diferentes você precisará e para quais ocasiões.

Sendo assim, você consegue separar os looks conforme o dia, conforme a sua programação, levando tudo na medida certa.

O normal é que, ainda assim, sempre volte uma coisa ou outra sem uso, pois mudanças de planos acontecem e talvez você tenha imaginado que daria tempo de voltar no hotel para tomar um banho, mas para aproveitar melhor o tempo, precisou emendar um passeio no outro.

Consulte a previsão do tempo nos dias que antecedem a viagem e separe roupas conforme as informações meteorológicas.

Considerando que previsões não são absolutas, considere colocar uma roupa diferente do clima previsto (um casaquinho mesmo se for para o calor; uma blusinha mais leve mesmo se for para o frio)… Mas não abuse! Uma peça diferente já basta.

Ps. Mesmo se estiver indo para a praia (no verão), se o meio de transporte utilizado for avião, lembre-se que aeroportos e aeronaves são locais gelados. Eu sempre viajo de calça e levo uma blusa quentinha.

Se a viagem for longa, separe roupas para uma semana

Isso mesmo, você não leu errado! Sua viagem pode ser de 15 dias, 30 dias, 45 dias… Não precisa separar mais roupa do que a quantidade necessária para uma semana. Após uso você pode lavar e repetir.

A última viagem longa que fiz foi para África do Sul (39 dias), e viajei com uma malinha média, pesando menos de 20 quilos.

Tive a quantidade de roupa necessária e consegui variar bastante, pois escolhi peças neutras e acessórios coloridos.

mala de viagem como organizar
Troca o lenço = troca o visual
mala de viagem fazendo a mala
Além disso, deixa a foto mais bonita! (com cor de unicórnio fofinho…)

Quando a viagem for longa, quanto mais versátil for a roupa, melhor. Por exemplo: dependendo da calça legging, é possível utilizá-la tanto para prática de atividade física, quanto para compor um look mais arrumadinho, com bota e casaquinho.

como fazer mala de viagem
Até perdi as contas de quantas vezes usei essa legging na África do Sul.

Mas Anna, o que seria roupa para 1 semana? Roupa para 1 semana, considerando uma viagem longa para clima na faixa dos 15 a 20 graus, seria:

  • 2 calças jeans
  • 2 calças legging (ou 1 leggins e 1 de outro tecido que não seja jeans)
  • 2 shorts (ou 1 shorts e 1 saia)
  • 7 blusinhas (alternar entre regatinhas e blusinhas com manga)
  • 1 jaqueta
  • 1 casaco
  • 3 lenços
  • 2 conjuntinhos de ginástica para malhar (se você for dessas)
  • 2 vestidos (ou 1 vestido e 1 macacão)

Claro que isso vai variar conforme o destino e época da sua viagem. Mala de verão é muito mais fácil do que mala de inverno, porque você consegue levar mais opções de roupas e acessórios, ocupando menos espaço.

Mala de inverno sempre fica maior, pois as roupas são mais grossas, pesadas… Além da necessidade de investir em roupas térmicas.

Por outro lado, no frio você varia menos ainda, pois as roupas térmicas serão em regra sempre as mesmas. O que muda no final das contas é a calça (geralmente jeans, couro ou legging) e o casaco que vai por cima de tudo (dá pra levar uns dois mais grossos e um mais leve).

mala de viagem como fazer
Sobretudo preto ou marrom é coringa para viagens de inverno

Invista em roupas que não amassam e ocupam pouco espaço

Se você quer levar tudo e mais um pouco, essa é uma boa forma de eliminação: selecione roupas com tecidos que não amassam (ou que amassam pouco) e aquelas que ocupam menos espaço.

Isso é possível até mesmo para roupas de frio. Um exemplo são as blusas da marca Uniqlo, que podem ser dobradas/amassadas e cabem dentro de um micro saquinho. São ótimas para levar em qualquer viagem que exija uma blusinha de frio extra.

mala de viagem como fazer
Sei que não parece, mas essa blusa da Uniqlo cabe dentro de um saquinho minúsculo!

Se seu objetivo é levar uma vida de “viajante profissional”, sempre antes de comprar uma roupa, pense acerca de sua versatilidade, tecido, tamanho… As roupas que eu compro já pensando em levar nas viagens, geralmente são as que eu mais uso depois.

Ignore aquelas roupas que você não tem o hábito de usar nunca. Certamente também não as usará na viagem também. A calça que está há dois anos no seu guarda-roupa sem uso, deve ir para doação, e não para mala!

Sendo indispensável determinada roupa que amasse, sempre a coloque por cima da mala. Deixe para colocar no fundo da mala as calças e blusas.

Outra dica é colocar roupas mais finas em saquinhos plásticos, pois eles ajudam a preservar e não permitem que a roupa amasse demais.

Se for para o frio, invista nas roupas térmicas certas

Demorei até aprender isso! Não adianta levar 5 calças e 5 blusas nada a ver. Você precisa apenas das roupas térmicas certas.

Para temperatura inferior a 10 graus, já vale investir na “vestimenta cebola” = roupas em camadas.

Levar um monte de meias calças, calças e blusas nada a ver não vai te esquentar quando pegar temperaturas próximas a zero. Só ocuparão espaço desnecessário na sua mala.

Além disso, saiba que em regra você repetirá a mesma roupa térmica durante toda a viagem, com pequenas variações caso você tenha mais de uma opção.

E como é esse jeito quentinho de se vestir?

  • A primeira camada se chama baselayer (tanto calça como blusa) e ela serve para não deixar seu corpo perder calor.
  • A segunda camada é o fleece (tanto calça como blusa) e ele serve para aquecer.
  • Na parte de baixo você ainda pode colocar uma legging e depois a calça bonitinha que ficará por cima de tudo, ou já colocar direto a calça final (se estiver muito frio, eu gosto de por a legging ainda antes da calça jeans).
  • Na parte de cima, após o fleece você pode colocar um moletom com capuz, uma blusa de lã ou alguma outra blusa quentinha. Depois finaliza com um casaco maior ou um sobretudo.
  • É essencial manter a cabeça aquecida com capuz ou gorro (ou os dois), as mãos com luvas e o pescoço com cachecol. Caso contrário, não vai adiantar muito ter o restante do corpo aquecido.
  • No pé, para as mulheres, a melhor forma de se aquecer são aquelas botinhas de pelinho (eu tenho uma da Ugg e acho excelente).

Lembre-se: trocando o casaco e o cachecol, você já terá um look completamente novo. Sei que não dá pra levar um monte de casacos pra viagem, mas dependendo da temperatura do destino, pelo menos uns 3 vale à pena (exemplo: um sobretudo para sair mais arrumadinha, um casaco esporte bem quente e um casaco um pouco mais leve como os da Uniqlo que cabem no saquinho).

mala de viagem como fazer
Definitivamente, eis meu casaco mais quente. Comprei nos EUA e aguenta temperaturas muito baixas (nem precisa de muita roupa por baixo)

Onde comprar essas roupas? Os melhores preços e marcas estão nos Estados Unidos (eu gosto da The North Face e da Columbia), então se estive com planos de ir pra lá, já aproveita a viagem para ir num outlet e procurar por essas peças.

Também é possível comprar pela internet ou em lojas como a Decathlon.

Nunca leve a mala cheia

Eu já tive a fase do “ainda cabe”. Se ainda coubesse algo, lá estava eu procurando alguma coisa pra acrescentar na mala.

Considere o fato de que geralmente compramos uma coisa ou outra na viagem e precisaremos de espaço na mala.

Além disso, mala cheia é muito ruim na hora de fazer e desfazer mala durante a viagem. Sempre parece que não vai caber, e que de repente “surgiram” mais coisas.

Muitas malas tem o extensor. Tenha como meta nunca ir para sua viagem com o extensor aberto. Deixe o recurso para volta, quando provavelmente você terá feito alguma compra e precisará de mais espaço.

Destaque ainda maior se a viagem for para os Estados Unidos e envolver compras: leve a mala apenas com aquilo extremamente necessário (quase nada mesmo), pois certamente você comprará muito por lá.

Aliás, se for para os EUA fazer compra, leve uma mala extra vazia (se não quiser gastar comprando outra lá).

Se ao final da viagem você reparar que “comprou demais”, invista num saco a vácuo para colocar parte das roupas. Ele tira o volume e abre espaço na mala (mas cuidado com o peso).

Além disso, fique atento às regras da sua passagem e limite de bagagem permitido. Geralmente para voos internacionais cada pessoa tem direito a despachar duas malas de 23 quilos cada, mas as regras podem ser diferentes conforme destino, categoria de passagem ou cliente.

Fique atento, ainda, se sua viagem envolve trechos de voos domésticos ou com companhias low costs, por exemplo, pois nesse caso pode não haver franquia de bagagem inclusa, ou ser reduzida.

Deixe os saltos de lado

Raramente você sentirá necessidade de usar salto alto em uma viagem. Deixe ele de fora, se possível.

Quando se trata de viagem curtinha (final de semana e feriados), dependendo do destino eu incluo um salto na mala, pois não me causará transtornos, já que eu não precisarei ficar de um lado para outro com mala e consigo programar o que vou usar cada dia.

Porém, em se tratando de viagens longas e distantes, salto fino está totalmente excluído da bagagem. Abro exceção para bota ou sapato com salto médio e de espessura grossa, que eu poderei usar tanto para sair jantar, por exemplo, como para andar durante o dia.

Mala de viagem como fazer
Melhor aquisição de sapato do ano! Arrumadinho e confortável (só começou a doer o pé a partir do décimo quilômetro de caminhada)

A menos que você seja muito acostumada a percorrer grandes distâncias de salto, não recomendo o uso deles durante nenhum passeio.

Sendo um salto de tamanho médio e espessura grossa, até da para encarar, mas não será a opção mais confortável. No começo ainda vai… Depois disso é uma infelicidade tremenda.

Mala de viagem como fazer
Esse estilo de botinha é uma ótima opção para levar nas viagens, pois não ocupa espaço e é confortável… Porém, não aguenta longas caminhadas.

Então, se o passeio incluir muitos quilômetros a serem percorridos à pé, opte por tênis mesmo, porque só ele salva.

Mala de viagem como fazer
Um “salve” para todos os tênis lindos e confortáveis do mundo!

Os sapatos que vão para mala devem estar relacionados ao estilo da sua viagem e ser o mais confortável possível.

Sapatilha, tênis de academia, sneakers, rasteirinha, alpargata são boas opções. Se a viagem for de inverno, inclua uma botinha Ugg ou similar que é o máximo no quesito conforto.

Mala de viagem como fazer
Ugg “ugly” e sua indispensabilidade nas viagens de inverno

Organização da mala

Na hora de colocar tudo na mala, observe essas dicas:

  • Calças jeans e roupas grossas, que não amassam, devem ficar no fundo/embaixo.
  • Roupas finas/que amassam podem ser colocadas em saquinhos plásticos que ajudam na conservação.
  • Meias podem ir dentro dos tênis e sapatos.
  • Os sapatos podem ser colocados em toucas de banho descartáveis (não se esqueça de pegar as toucas do quite de amenities do hotel).
  • Blusinhas cabem em qualquer espacinho, então deixe algumas para colocar no final, quando perceber que sobrou alguns “buracos” na mala.
  • Divida os itens de higiene pessoal em nécessaires que facilitem a organização (exemplo: uma para remédios, uma para objetos de higiene e uma para maquiagem).
  • Coloque shampoo, condicionador, creme, sabonete líquido, etc. em recipientes menores, pois você não precisará de um pote inteiro para viagem (só ocupará espaço e peso). Essa dica é fundamental para viagens em que não haverá despacho de bagagem e você terá que embarcar apenas com mala de mão (são proibidos recipientes com mais de 100 ml de líquidos). Perfume de tamanho reduzido também é uma boa.
  • Guarde todos os cabos e carregadores em um estojo.
  • Coloque TAG na sua mala, pois em caso de extravio ela será facilmente localizada.
  • Tranque sua mala com lacre de segurança que evite o “corte cesária” feito para abrir as malas (com cadeado), sem estragar o zíper.

Faça uma mala de mão

Na mala de mão é onde será colocado tudo aquilo que será de uso imediato e/ou no trajeto da viagem ou bens de valor, como documentos (que devem estar juntos em uma pasta), caneta, carregadores, aparelhos eletrônicos, adaptador de tomada, fone de ouvido, medicamentos (para o caso de remédios controlados, leve as receitas também), uma troca de roupa, uma blusa de frio, máscara para dormir e protetor auricular, travesseiro de pescoço, óculos de sol…

Sobre tudo o que deve constar na mala de mão, sugiro a leitura do post: O que não pode faltar na mala de mão.

Desapegue e seja básica

Nada de levar a coleção de relógios e acessórios. Além do risco de perder ou até ser furtada, você não vai usar. Não tem necessidade.

Escolha um relógio para usar durante toda a viagem e uma ou outra opção de brinco, anel, pulseira, mas isso só se você é habituada a fazer uso no dia a dia.

Evite joias caras, principalmente se deu destino não for um local tão seguro.

Quanto à maquiagem, escolha aquelas que você mais gosta de usar no dia a dia e que, de preferência, já sirva para mais de uma coisa, como um protetor solar com cor, por exemplo.

O estojo de maquiagem tem que ser enxuto e ocupar pouco espaço. Além disso, se você perder muito tempo se maquiando, vai perder tempo precioso da viagem.

Invista na sua beleza natural!

Opte por tudo que for mais leve, inclusive a própria mala

Isso mesmo, na dúvida entre o que escolher, opte pelo mais leve e que ocupe pouco espaço.

Tênis mais leve, calça mais leve, acessórios mais leves… Às vezes a diferença de peso e tamanho pode ser pequena, mas no final, juntando tudo, dá uma grande diferença.

A mala de viagem também deve respeitar a regra do “mais leve possível”, pois o peso da mala é um peso perdido. Procure opções de malas com boas divisórias, rodinhas em 360 graus, leve e, de preferência, com sistema de encaixe entre elas (quando a mala maior encaixa na mala menor, sendo possível levá-las junto).

Com essas dicas tenho certeza que você acertará muito mais na sua próxima mala de viagem. Fazer mala é um eterno aprendizado, mas só com a prática alcançaremos a perfeição.

A cada nova viagem você deve refletir sobre suas escolhas: voltou muita coisa sem uso? Faltou algo importante? O que deveria ter sido feito diferente? E assim cada vez mais você se aproximará da mala perfeita!

Anna
Anna
Escorpiana assumida, Defensora Pública em MS e wanderlust por natureza. Está sempre programando uma nova aventura e em busca de experiências, porque acredita que a melhor viagem é sempre a próxima!