Skip to main content
Fortaleza

Curtindo um feriado em Fortaleza – Ceará

Os “trip addicts” se identificarão: no mês de dezembro do ano anterior já decoro o calendário do ano seguinte todinho para saber os feriados e prováveis datas para viagens no ano seguinte. E foi num desses feriados tão esperados que aconteceu nossa trip para Fortaleza. Agora compartilho com você como foi mais essa viagem, com o objetivo de te inspirar a também aproveitar mais seus feriados e programar aquela viagem curtinha, porém super bem aproveitada!

Como sempre deixo as férias para viagens mais longa e destinos internacionais ou “exóticos”, acabo precisando encaixar os destinos mais tradicionais nos feriados, e assim fazer um roteiro mais enxuto.

Ainda que não seja possível conhecer tudo que esses destinos oferecem, o fato é que com 3 ou 4 dias dá pra aproveitar muito, desde que você não perca muito tempo com deslocamento.

Assim, na hora de planejar essas “fast trips”, o ponto de partida é definir o local a ser visitado conforme o tempo gasto com deslocamento.

Daqui de Campo Grande, não temos voos diretos para muitos destinos, o que limita nossas opções se não encontrarmos conexões rápidas.

Para nossa sorte, Fortaleza tem opções legais de conexão em São Paulo ou Brasília. São conexões curtinhas, de cerca de 1h.

Além disso, existem opções de voos durante a madrugada, que acaba sendo uma ótima opção para nós, que trabalhamos até o fim da tarde. O problema é que isso nos gera duas noites muito mal dormidas, mas que são facilmente esquecidas em prol de um bem maior: viajar!

Tendo em vista essas condições, geralmente capitais são destinos interessantes para uma “fast trip”, pois não há necessidade de se fazer uso de outros meios de transporte além do avião.

Claro que a cidade de destino dependerá muito da sua origem, mas independente disso, o importante é ter em mente que é sim possível organizar uma trip de feriado muito bem aproveitada, desde que bem planejada.

Assim foi com Fortaleza: voos noturnos, roteiro limitado, porém bem organizado e muita disposição para conhecer o máximo de coisas possíveis dentro de poucos dias. O resultado? Conhecemos 4 praias diferentes, fomos ao Beach Park, jantamos em restaurantes deliciosos da cidade e ainda encerramos nosso domingo com um por do sol espetacular visto no píer da feirinha central!

Viu? Com planejamento e disposição é sucesso garantido!

Agora as atrações que conhecemos na nossa “fast trip” ao Ceará:

Beach Park:

Fortaleza - Beach Park
Beach Park – Fortaleza

Se tem duas coisas que eu sou apaixonada, essas coisas se chamam: parque aquático e parque de diversões… que na verdade são a mesma coisa, embora um envolva água e o outro não.

O Beach Park é um prato cheio pra quem curte emoção! Aliás, mesmo que você não curta tanta emoção assim, tenho certeza encontrará as atrações ideais pra você também.

O parque está localizado no município de Aquiraz, distante 25km de Fortaleza. São aproximadamente 30/40min de “viagem”. Fomos de Uber.

Para agilizar, já comprei os ingressos pelo site mesmo. O ingresso adulto custa R$ 215,00 e o infantil R$ 205,00 (valores em 2017). Também há opções de passaporte para 2 ou mais dias e pacotes com hospedagem, que automaticamente dão acesso ao parque.

Ainda pretendo voltar no futuro e me hospedar dentro do parque, mas dessa vez compramos apenas um ingresso para passar o dia.

O horário de funcionamento do parque é das 11h às 17h. O Beach Parque não funciona às quartas-feiras, mas para ter certeza do horário e dia de funcionamento, você pode conferir tudo no próprio site do parque.

A bilheteria abre alguns minutos antes, mas se você já tiver comprado seu ingresso pela internet, passa direto pela catraca, apresentando o código localizador que é enviado por SMS ao seu celular. Foi muito rápido, chegamos e entramos, sem fila nenhuma.

Ao entrar no parque, você logo avista alguns guichês, onde é possível alugar um armário e colocar crédito em um cartão que será utilizado para seus gastos com alimentação durante o dia.

Aqui uma crítica: lá tem uma placa dizendo que o gasto médio por pessoa dentro do parque é de R$ 25,00. Sinceramente? Não consigo imaginar de onde tiraram essa informação, porque para almoçar no buffet e tomar uma água de coco cada, Rodrigo e eu gastamos cerca de R$ 120,00.

Todos os indícios nos levam a crer que a balança do restaurante estava desregulada, pois nossos pratos pesaram quase o dobro do que geralmente pesa… Foi bem estranho.

Se você colocar o crédito no seu cartão de consumo e pagar no débito, eles te restituem o valor que sobrou no final do dia, mas tem que voltar lá e pedir a restituição.

Bom, tirando a parte da alimentação, que não tivemos uma boa experiência, todo o restante nos agradou. Ah não, tenho mais uma reclamação a fazer (mas essa eu superei mais fácil): eles não deixam você levar a GoPro em nenhum brinquedo se ela não estiver presa (se você tiver, leve aquele suporte que prende a câmera na cabeça), então não conseguimos imagens descendo nos toboáguas… snif…

Tivemos sorte e pegamos um dia que o parque estava tranquilo. Com filas pequenas, deu para ir em todas as atrações (algumas até repetimos).

Por volta das 16h já tínhamos ido em todas as atrações, repetido algumas e então decidimos curtir um pouco da praia do Beach Park, que fica na frente do parque. Foi uma delícia!

Praia do Beach Park - Fortaleza
Praia do Beach Park – Fortaleza

City Tour por Fortaleza e parada no Emcetur:

Em parceria com a CVC Viagens, fizemos um city tour panorâmico por Fortaleza e, enquanto ônibus passava pelas principais atrações da cidade, a guia ia explicando sobre o lugar, sua origem e a história.

Foi um passeio bem tranquilo e interessante, pois tivemos uma visão geral de Fortaleza, conhecemos um pouco mais sobre sua colonização, história e cultura.

O city tour finalizou com uma parada no Emcetur, onde atualmente funciona um mercado de artesanatos (ali antigamente era o presídio da cidade).

Lá compramos toalhas de renda e castanha do pará.

Adorei o Emcetur, e achei que lá tem opções diferentes da feirinha central que fomos no nosso último dia de viagem.

Emcetur - Fortaleza
Emcetur – Fortaleza

 

Interior do mercado de artesanato Emcetur - Fortaleza
Interior do mercado de artesanato Emcetur – Fortaleza

Praia do Cumbuco:

A Praia do Cumbuco fica a uns 25km de Fortaleza e a atração principal do local são os passeios de buggy nas dunas.

Pelo que ficamos sabendo, ali é o único lugar nas proximidades de Fortaleza que dá para fazer passeio de buggy na versão “com emoção”, em virtude das dunas móveis ali presentes.

Passeio de buggy "com emoção" na Praia do Cumbuco - Fortaleza
Passeio de buggy “com emoção” na Praia do Cumbuco – Fortaleza

O passeio dura entre 1h30min a 2h, e o valor foi R$ 75,00 por pessoa (desde que tenham quatro passageiros no buggy). Foi bem divertido, pois além da principal atração que são as dunas móveis, são feitas paradas em lagoas onde dá para fazer tirolesa e ski-bunda (de R$ 10,00 a R$ 15,00).

Um dos opcionais no passeio de buggy na Praia do Cumbuco - Fortaleza
Um dos opcionais no passeio de buggy na Praia do Cumbuco – Fortaleza

O importante é se certificar que escolheu um bugueiro da cooperativa e que seja experiente, pois sem dúvida o passeio envolve riscos.

Uma das paradas do passeio de buggy na Praia do Cumbuco - Fortaleza
Uma das paradas do passeio de buggy na Praia do Cumbuco – Fortaleza

Chegamos do passeio de buggy com muita fome e almoçamos em uma das barracas de praia chamada Tendas do Cumbuco, onde pedimos um prato com peixe ao molho de camarões que servia duas pessoas. O valor dos pratos (para dividir) é em média R$ 90,00 a R$ 100,00.

Almoço no Tendas do Cumbuco - Fortaleza
Almoço no Tendas do Cumbuco – Fortaleza

O peixe estava bom, mas nada demais. Era um prato bem simples na verdade, mas não tenho críticas a fazer.

Depois do almoço fizemos massagem relaxante numa barraquinha bem ali na frente do Tendas mesmo. Pagamos R$ 30,00 por pessoa e o tempo de duração é 30 minutos… aliás, deveria ser, porque na verdade durou 20 minutos. Mas tirando esse detalhe do tempo, foi muito gostoso!

Durante o restante do dia apenas curtimos a praia até o horário de voltar para Fortaleza.

Praia do Cumbuco - Fortaleza
Praia do Cumbuco – Fortaleza. Em razão dos ventos, é um lugar muito propício para a prática do Kitesurf

Na praia do Cumbuco você também tem opções de passeio de jangada, passeio à cavalo e quadriciclo. Mas não fizemos esses.

O passeio à praia do Cumbuco também foi feito em parceria com a CVC Viagens, que organizou tudo pra gente!

Uma tarde perfeita!
Uma tarde perfeita!

Praia de Canoa Quebrada:

Canoa Quebrada é a queridinha que não pode faltar no roteiro quando se visita Fortaleza.

O famoso símbolo de Canoa Quebrada - Fortaleza
O famoso símbolo de Canoa Quebrada – Fortaleza

A vila se transformou em um destino turístico em meados dos anos 70, quando um grupo de hippies se encantou pela beleza do local e a hospitalidade dos nativos que ali moravam.

Embora distante 160km de Fortaleza (numa viagem que de ônibus dura cerca de 2h30min), é possível ir apenas para passar o dia, retornando no fim da tarde. Foi o que fizemos.

Em Canoa Quebrada, além dos característicos coqueiros que você encontra na região, existem também as falésias, lagoas e dunas de areia.

Embora seja uma pequena vila de pescadores, notei que seria interessante passar uma noite lá para conhecer melhor o local e suas opções de culinária e caminhar pela “Broadway”, que é a rua principal.

Assim como em Cumbuco, na Praia de Canoa Quebrada também é oferecido passeio de buggy. A diferença é que as dunas altas e móveis (que parecem uma montanha russa) do Cumbuco não existem aqui, onde as dunas são planas. Então o passeio não será com emoção dessa vez.

Uma das paradas do passeio de buggy em Canoa Quebrada - Fortaleza
Uma das paradas do passeio de buggy em Canoa Quebrada – Fortaleza

Embora “sem emoção”, decidimos fazer o passeio para ter uma visão ampla da vila de Canoa Quebrada e conhecer melhor o destino, já que não teríamos muito tempo ali. Pagamos R$ 60,00 por pessoa (buggy com quatro passageiros), e o passeio durou um pouco mais que 1h.

Energia eólica é uma fonte muito utilizada em Fortaleza e região
Energia eólica é uma fonte de energia muito utilizada em Fortaleza e região

O passeio de buggy na Praia do Cumbuco foi mais legal, mas também não dispenso o de Canoa Quebrada. Gostei de fazer os dois.

Dessa vez também fizemos algumas paradas em lagoas, tirolesa, paradas panorâmicas e também no símbolo de Canoa Quebrada (a estrela dentro da lua). Aliás, o símbolo que paramos não é mais o original, pois esse se desfez com o rompimento da falésia onde estava.

As correntes ascendentes de ar quente, nas falésias, cria um ambiente ideal para prática de esportes como Kitesurf, que vimos muito por lá, assim como no Cumbuco.

Depois do passeio, voltamos para almoçar no Restaurante Bom Motivo, que tem uma boa estrutura e fica de frente para a praia (com opções de mesas pé na areia também).

Pedimos um ensopado de peixe que, em tese, servia duas pessoas, mas na verdade dava para quatro tranquilamente.

Peixe ensopado do restaurante Bom Motivo - Canoa Quebrada - Fortaleza
Peixe ensopado do restaurante Bom Motivo – Canoa Quebrada – Fortaleza

Assim como no Tendas do Cumbuco, aqui também pagamos em torno de R$ 100,00 pela peixada. O problema foi que o garçom esqueceu de fazer nosso pedido, então ficamos aproximadamente 1h esperando… Dica: se for lá, certifique-se várias vezes que seu pedido foi mesmo feito rsrs…

Depois do almoço aproveitamos o restante da tarde para curtir a bela praia de Canoa Quebrada, e rolou até um joguinho de frescobol com as nossas lindas e profissionais raquetes Beach Boar! (#publi).

Frescobol com nossas raquetes Beach Boar!
Frescobol com nossas raquetes Beach Boar!

Esse foi mais um passeio feito em parceria entre o Blog Mala de Viagem e a CVC Viagens, que organizou nossa ida à Praia de Canoa Quebrada.

Passeio pela Avenida Beira Mar, Mercado de Peixes e Feirinha Beira Mar:

Ficamos hospedados no bairro chamado Meireles, próximo ao aterro da praia de Iracema.

Ali do lado já está a Avenida Beira Mar. Acordamos no domingo bem dispostos e fizemos uma corrida matinal! Simmm, dessa vez o Rodrigo foi comigo!

Corridinha na praia não dá nem pra reclamar - Fortaleza
Corridinha na praia não dá nem pra reclamar – Fortaleza

Fomos até o Mercado de Peixes (Comércio de Pescados), no fim da praia e voltamos correndo pela areia. A praia é fragmentada, então em certos pontos você precisa subir até a Orla (calçadão) para dar a volta e depois descer até a areia novamente.

Não são praias indicadas para banho, embora houvesse bastante gente entrando na água. Nós só corremos na areia mesmo.

No caminho fizemos uma parada no recém instalado letreiro “CEARÁ” e na estátua de Iracema (um do lado do outro).

Letreiro - Ceará
Letreiro – Ceará

Além disso, por ali também funciona a feirinha, mas só a partir das 17h.

No fim da praia está o Mercado de Peixes. Passamos só para conhecer, mas não almoçamos lá.

O Mercado de Peixes (ou Comércio de Pescados) vende peixes e frutos do mar frescos, sendo possível escolher na hora o que deseja comer. A comida é preparada e ali mesmo tem as mesas onde as pessoas comem apreciando a vista do mar.

Mercado de Peixes - Fortaleza
Mercado de Peixes – Fortaleza

Após nossa dose diária de endorfina, fomos almoçar no Iate Clube Fortaleza. Sem maiores delongas, a conclusão foi a seguinte: lugar com vista bonita, mas não vale à pena ir para almoçar. Talvez um drink e um petisco no fim da tarde seja uma opção melhor.

Iate Clube Fortaleza
Iate Clube Fortaleza

No fim da tarde voltamos para o píer que fica do lado da Feirinha Beira Mar, e foi lá que apreciamos um belíssimo por do sol na companhia super agradável dos queridíssimos Samuel e Lívia do Blog Viagens e Menus!

Por do Sol visto da beira mar - Fortaleza
Por do Sol visto da beira mar – Fortaleza

A Lívia e o Samuel moram em Fortaleza, e nos receberam muito bem na terrinha deles! Muito obrigada casal!

Depois do sunset foi hora de passear pela Feirinha Beira Mar e comprar mais castanhas rsrs… (pagamos R$ 63,00 no pacote de 1kg).

Onde comer em Fortaleza?

Agora que eu já falei da parte da viagem que teve um pouquinho de exercício físico, hora de falar da parte que fez o ponteiro da balança subir!

Restaurantes que experimentamos:

Moranga Bistrô: ambiente intimista e romântico, com jantar a luz de velas e música agradável. O Rodrigo pediu um filé mignon à poivre com risoto de funghi e batatas do chef, que estava perfeito.

Prato de entrada - Moranga Bistrô - Fortaleza
Prato de entrada: atum selado e salada – Moranga Bistrô – Fortaleza

 

Prato de principal - Moranga Bistrô - Fortaleza
Prato de principal: filé mignon à poivre com risoto de funghi e batatas do chef – Moranga Bistrô – Fortaleza

 

Prato de principal: Moranga Bistrô - Fortaleza
Prato de principal: polvo – Moranga Bistrô – Fortaleza

 

Sobremesa clássica que não pode faltar: petit gateau - Moranga Bistrô - Fortaleza
Sobremesa clássica que não pode faltar: petit gateau – Moranga Bistrô – Fortaleza

Pipo Restaurante: o restaurante mais lindo de todos, cheio de vidros e decoração de bom gosto e música clássica (piano e violino no dia que fomos). Nesse dia também optei por filé com risoto de parmesão, que estava saboroso, mas não tanto quanto o do Rodrigo no Moranga Bistrô.

Pipo Restaurante - Fortaleza
Pipo Restaurante – Fortaleza

 

Entradinha: filé mignon ao molho de queijo - Pipo - Fortaleza
Entradinha: filé mignon ao molho de queijo – Pipo – Fortaleza

 

Prato principal: filé com brie e geleia, e risoto de parmesão - Pipo - Fortaleza
Prato principal: filé, brie com geleia e risoto de parmesão – Pipo – Fortaleza

 

Sobremesa: brownie - Pipo - Fortaleza
Sobremesa: brownie – Pipo – Fortaleza

Coco Bambu: um clássico! Fomos no primeiro da rede e mais uma vez surpreendeu. Pedimos salmão com crosta de gergelim e cuscuz marroquino (prato para dois), que veio muito rápido e estava super saboroso.

Coco Bambu - Fortaleza
Coco Bambu – Fortaleza

Geppos: fomos na unidade que fica no Jardins Open Mall (onde há diversas outras opções de restaurantes interessantes também). Se estiver em Fortaleza, considere fortemente ir ao Jardins Open Mall para jantar em pelo menos uma das noites, pois opções interessantes não faltam por ali. O Geppos é, a rigor, um restaurante “italiano contemporâneo”, mas apresenta um cardápio bem variado, com opções de massas, peixes e carnes.

Prato principal - Geppos - Fortaleza
Prato principal: salmão grelhado com tapenade de azeitonas pretas e risoto de parmesão – Geppos – Fortaleza

 

Prato principal - Geppos - Fortaleza
Prato principal do Rodrigo – Geppos – Fortaleza

 

Teve até encontrinho no Geppos: Tete do IG @tribotrips e Lívia do IG e Blog @viagensemenus
Teve até encontrinho no Geppos: Tete do IG @tribotrips e Lívia do IG e Blog @viagensemenus

San Paolo: sei que gelateria não é um restaurante, mas é uma ótima opção de sobremesa! Gelato super saboroso, com gosto bem presente e forte, uma delícia. Além disso, eles fazem o famoso sorvete na pedra gelo, que você pode escolher 2 sabores e misturar com toppings na pedra (na hora não sei porque, mas não optei por ele… eis aí uma boa razão pra voltar). Tem várias unidades de San Paolo em Fortaleza, escolha a mais próxima de você e aproveite.

Gelateria San Paolo - Fortaleza
Gelateria San Paolo – Fortaleza

Gostamos tanto do Ceará que já estamos com uma próxima viagem marcada, agora para conhecer a linda Jericoacoara … Não percam as cenas dos próximos capítulos.

Turma, esse foi o post da semana, espero que tenham gostado e que agora se sintam determinados a encher os feriados de vocês com “fast trips” também!

Abraço e até a próxima.

Anna.

Confira aqui o vídeo dos nossos dias em Fortaleza:

Mala de Viagem no Youtube: www.youtube.com/blogmaladeviagem – acompenhe a gente lá também!

Se você gosta do conteúdo do Blog Mala de Viagem, gostaria de te pedir uma ajuda: faça sua reserva de hospedagem pelo Booking.com através do banner aqui na lateral direita do blog. Você não pagará nada a mais por isso, contribuirá para que façamos mais viagens, e sem dúvida novos posts sempre aparecerão por aqui! Muito obrigada!

 

Post anterior – Vacina contra febre amarela: quais países exigem? Não perca a viagem!

Próximo postCurtindo um feriado em Natal: o que fazer na capital do RN

  • Julia Salce

    Eu AMOOO Fortaleza! Tem praias lindíssimas! Uma das vezes que fui ficamos na praia de Cumbuco, só curtindo o relax daquele paraíso, num resort all incusive! Amo as falésias tambem, uma pena que elas já não são como há 10 anos… e as feirinhas, aiaiai, que loucura! Adoro comprar bugigangas.
    Caraca, e vocês comeram mega bem hein? Turismo comilônico top, amei a cara desse polvo! beijao

    • Juuuu, se não tiver comida boa a gente não fica 100% feliz! rsrs… Fortaleza é uma delícia, assim como todo o Ceará. Um dia quero rodar e conhecer ele todinho, cada cantinho! beijos

  • Flavia

    Que viagem deliciosa. Fortaleza é um destino imperdível mesmo. E os pratos? Que fotos maravilhosas que fiquei babando em tudo.

    • Pois é Flavia, sempre tem que ter uma boa gastronomia envolvida né? Amo conhecer os restaurantes dos lugares onde vou. Muito obrigada pela visita. Bjs

  • Que coragem de ir no Insano! 😱😂😜.. foi o único que não fui, muito alto pra mim.. kkk… Fortaleza é tudo de bom! Como sempre, amo os seus posts, super completinhos e com muitas delícias gastronômicas. Show!

    • Dani, não vou dizer que não deu medo… mas fui com medo mesmo e super valeu a experiência! Que lindaaa, fico muito feliz por você gostar dos posts. Bjs

  • Paulo Venoso Costa

    Que gostoso fortaleza, muito bonito, gostei desse passeio de buggy da canoa quebrada e essas hélices de energia eólica deve dar um certo medo ficar perto rsrs, muita coragem ir no insano do beach park, eu ja ficaria igual o Rodrigo de boa so filmando hahahaah

    • Paulo, alguém tem que ser o lado corajoso do casal né? No caso, sou eu (Anna) hehehe e o Rodrigo diz que a função dele é tirar fotos e filmar apenas!

  • Anna, muito bom fazer passeio no feriado, né? Eu pessoalmente só não faço muito porque as passagens são meio caras e eu sou meio murrinha, mas, mesmo assim, aproveito para conhecer alguma coisa aqui perto de Brasília.

    Quando criança, eu felizmente tive a oportunidade de viajar com meus pais, que tinham condições. Mas eles só viajam pelo Brasil (não há quem os faça cruzar qualquer fronteira do país), e, especificamente, gostam de viajar pra Rio de Janeiro e Fortaleza. Então eu já fui a Fortaleza tantas vezes que, honestamente, não me lembro quantas.

    É uma cidade muito bacana, né? Mas, como um pirralho de 8 anos, o que mais me agradava era: o Beach Park, claro. E olha que isso para uma pessoa que morava, na época, em Caldas Novas (uma cidade do interior de Goiás que é o point brasileiro de parques aquáticos). Subia e descia infinitamente em todos os brinquedos, exceto no Insano (tenho um trauma de ter batido a cabeça em um brinquedo bem parecido em Caldas Novas e de ter descido nele com as pernas abertas, pode já imaginar o que aconteceu, espero poder ter filhos). Boas lembranças. A praia também era ótima.

    Hoje em dia eu iria com uma action camera, e bom saber que precisa ter algo preso. Temos o de mão o

    Valeu pelo post, foi bom ver essa cidade que me é certamente nostalgica e seus arredores aos olhos de outra pessoa também.

    • Que legal Igor! Eu já ouvi falar em Caldas Novas, mas ainda não tá vê oportunidade de conhecer… fico feliz que tenha gostado do post e fica tranquilo que descer no toboágua com a perna aberta foi só o sofrimento do momento (e o trauma né?)! abraço

  • Elaine Villatoro

    Rolou o maior flashback com esse post =) Acredita que Fortaleza foi a primeira trip sozinha e de avião que fiz? Obrigada por proporcionar ótimas lembranças com esse post =D

    • Que legal Elaine… e eu demorei tanto pra conhecer, né? Com certeza é um destino para ser repetido!

  • Alexandre Nunes

    Me identifiquei demais… Ou seja, já dei uma olhada no calendários 2018 ahuhauhauhau. Vc curtiu mto bem o Ceará, moro no estado ao lado e sempre to curtindo um pouco dessa região tambem! Ja fui ao Beach Park e ja to querendo ir de novo. Abraços

    • Que legal Alexandre, vai sim! A viagem foi curtinha, mas aproveitamos um monte mesmo… daquelas viagens que não se para um segundo e no final pergunta? Sério que foram só 4 dias? Foi bom demais. Beach Park voltaria com certeza. Abraço.

  • Aline Laudelina Pires

    Aí que vontade.. infelizmente somente fui a Fortaleza a trabalho e nem deu para curtir 🙁
    Adorei que dica, e esses locais de onde comer? Maravilhosos, minha boca encheu d´agua.

    • Aline, então agora tem que voltar a passeio! E os restaurantes que fomos já estão indicados, cada prato… bjs

  • Aninha Lima

    Amei o resumão! Conheci vários lugares que vocês conheceram, mas todos falam da Praia em frente ao Beach Park e eu não tive oportunidade de aproveitá-la!

    • Aninha, a gente achou que não daria tempo tb… mas o Beach Park estava tranquilo, então deu tempo de ir em todos os brinquedos, repetir alguns e depois curtir o final do dia na praia! bjs

  • Renata Sucena

    Belas dicas, super completo!! Confesso que to doida pra conhecer e levar meu filho ao Beach Park. Ele vê na televisão e me pede…Agora já anotei todas as dicas para quando for!! Abs, Renata

    • Nossa Re, tem que levar sim… se a gente que já grandinha já adora, imagina ele? Vai amar!

  • Glaucia

    Amei as dicas! Estou louca pra fazer uma viagem pra lá! Vocês aproveitaram ao maximo os dias lá (e comeram super bem) que vontade!

    • Verdade Glaucia, ficamos poucos dias, mas deu pra aproveitar bastante. Agora em outubro vamos voltar pra conhecer Jeri!