AnimaisDicas

Animal de estimação a bordo da aeronave: entenda como levar o seu pet

animal-estimação-a-bordo-aeronave

Tenho certeza que há muitos leitores fiéis apaixonados por seus pets e loucos para saber como levar o animal de estimação a bordo da aeronave, não é mesmo? E pensando nisso é que resolvi fazer esse post, com informações importantes sobre a possibilidade de levar seu gatinho ou cachorro contigo na cabine, e como são as regras para esse transporte. Então chame seu pet e vem comigo que caminho eu te explico!

Quais animais podem ir a bordo do avião?

A principal dúvida consiste em saber se seu animal de estimação poderá ou não ir na cabine da aeronave com você, confere?

E essa resposta depende de fatores relacionados à raça, peso, idade, origem e país de destino (se for um voo internacional).

Em geral, raças de pequeno porte podem embarcar na cabine com o dono, enquanto raças de médio e grande porte devem ser transportados no porão do avião.

A minha Cacau, uma Pequinês fofa e brava que atualmente mora com meus pais em Maringá, nunca viajou de avião e receio que isso nunca aconteça, pois pequinês é uma raça braquicefálica (a característica principal é o famoso focinho achatado), havendo risco de vida no transporte aéreo nesse caso.

Também são braquicefálica as seguintes raças: Affenpinscher, Japanese Chin, American Staffordshire Terrier, Lhasa Apso, Boston Terrier, Mastim, Boxer,  Brussels Griffon, Pit Bull, Buldogue, Presa Canario, Bullmastife, Pug o Carlino, Cane Corso, Shar Pei, Chow Chow, Shih Tzu, Dogue de Bordeaux, Tibetan Spaniel, Engish Staffordshire Bull Terrier e Toy Spaniel Inglês.

Essas raças (da mesma forma como acontece com raças consideradas “agressivas”) não são permitidas por algumas companhias aéreas, tampouco por determinados países.

No caso dos cães braquicefálicos, a limitação consiste na fragilidade respiratória que possuem, podendo apresentar complicações durante o voo (inclusive óbito). Nesse caso, acho mais prudente não arriscar, ainda que encontre alguma companhia que permita o transporte.

No caso de voos internacionais, as regras variam significativamente conforme a companhia aérea e o país de destino.

Dentre os países que aceitam pets brasileiros em seu território, está os EUA como o mais maleável, pois exige apenas a carteira de vacinação atualizada, em especial a vacina anti-rábica, o atestado veterinário que comprove que o animal está apto a viajar e passaporte ou certificado zoossanitário internacional (CZI) emitido pelo Ministério da Agricultura Brasileiro. Há ainda, uma recomendação de implantação de microchip de identificação padrão internacional.

Por outro lado, Austrália, Nova Zelândia e Japão possuem regras rígidas para ingresso de animais de estimação estrangeiros em seu território, exigindo, inclusive a chamada “quarentena” do animal. O Japão é o mais rígido quanto a esse quesito, pois exige que o pet passe por quarentena de 180 dias no Brasil.

Considerando essas regras específicas, o ideal é pesquisar conforme o país de destino e ver exatamente quais são as condições para entrada e permanência do seu animalzinho naquele território.

De repente, em se tratando de países com leis mais rígidas quanto a isso, o interessante seria contratar uma agência especializada na preparação e organização da documentação e condições para que esse ingresso ocorra de maneira regular e segura.

Feitas tais considerações, passaremos à análise das regras para transporte dos animais domésticos (cães e gatos) dentro da cabine do avião conforme as regras das companhias aéreas brasileiras.

Entenda como funciona o transporte de animais a bordo do avião

Transporte do animal de estimação a bordo dos aviões da Azul

Cada cliente tem o direito de levar apenas um animal de estimação durante o seu voo.

A bordo, no total são permitidos até 3 animais domésticos (cães e gatos) por voo, desde que tenham mais de 4 meses de idade e sejam transportados com segurança e em embalagem apropriada.

Para este serviço é cobrada taxa de R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais) ou US$ 100,00 (cem dólares) por trecho, para compras realizadas no exterior.

  • Valor do transporte: R$ 250,00 ou US$ 100,00 por animal e por trecho. O serviço deve ser solicitado pela central de atendimento da após a compra da passagem.
  • Limite de peso (considerando animal + caixa de transporte): 5 kg.
  • O animal deve estar limpo, saudável e sem odor desagradável.
  • Tipo e dimensões da caixa de transporte: caixa transparente rígida ou flexível, com as seguintes dimensões – Altura = 20 cm / Largura = 31,5 cm / Comprimento = 43 cm. A caixa de transporte deve sempre ser compatível ao tamanho do pet, a fim de que ele fique confortável lá dentro, consiga ficar em pé e dar um giro de 360º ao redor de si mesmo.
  • Limite mínimo de idade do pet: 4 meses
  • Limite de pet por passageiro: 1
  • Limite de pet por voo: 3 (por isso é necessário reserva após compra da passagem).
  • Documentação: comprovante de vacinação antirrábica aplicada há mais de 30 dias e desde que não ultrapasse mais de 1 ano da data do embarque + atestado de saúde emitido por veterinário, válido por 10 dias a contar da emissão.
  • Para mais informações sobre o transporte de animal de estimação a bordo dos aviões Azul, acesse o site da companhia.

Transporte do animal de estimação na cabine dos aviões da Latam

O animal deve estar em bom estado de saúde, ter comportamento dócil e pelo menos 8 semanas de vida, com exceção de rotas para os Estados Unidos, nas quais deve ter ao menos 4 meses. 

  • Valor do transporte: R$ 200,00. O serviço deve ser solicitado pela central de atendimento da Latam, no momento ou após a compra da passagem.
  • Limite de peso (considerando animal + caixa de transporte): 7 kg.
  • Tipo e dimensões da caixa de transporte: caixa transparente, rígida ou flexível, fechada, mas com ventilação, base impermeável, com as seguintes dimensões máximas – Altura = 19 cm / Largura = 33 cm / Comprimento = 36 cm (para caixas rígidas) e Altura = 23 cm / Largura = 33 cm / Comprimento = 36 cm (para caixas flexíveis). A caixa de transporte deve sempre ser compatível ao tamanho do animal, a fim de que ele fique confortável lá dentro, consiga ficar em pé e dar um giro de 360º ao redor de si mesmo.
  • Limite mínimo de idade do pet: 8 semanas (filhotes com menos de 3 meses, que não tenham tomado a primeira vacina, só podem embarcar com autorização escrita do veterinário).
  • Limite de pet por passageiro: 1
  • Limite de pet por voo: consultar a Latam
  • Documentação: carteira de vacinação e comprovante de vacinação antirrábica aplicada há mais de 30 dias e desde que não ultrapasse mais de 1 ano da data do embarque + atestado de saúde emitido por veterinário, válido por 10 dias a contar da emissão.
  • Os animais não poderão estar sedados no momento da viagem.
  • A Latam apresenta restrições em relação ao transporte de determinadas raças. Para mais informações sobre as regras de transporte de animal doméstico com a Latam, confira o site da companhia.

Transporte do animal de estimação na cabine dos aviões da Gol

O “Pet na Cabine” foi criado pela Gol para que seu cachorro ou gato possa viajar na cabine de passageiros, junto com o dono. O seu pet pode ir com o dono para destinos nacionais ou internacionais.

A contratação do serviço pode ser durante a compra da passagem; ao acessar a área Minhas Reservas no site da Gol ou depois que já tiver com o voo pago, entrando em contato com a central de atendimento (no telefone 0300 115 2121 ou no balcão de atendimento da GOL, no aeroporto).

  • Valor do transporte: R$ 250,00 por animal e por trecho no caso de voos domésticos. R$ 600,00 por animal e por trecho no caso de voos internacionais.
  • Limite de peso (considerando animal + caixa de transporte): 10 kg.
  • Tipo da caixa de transporte: caixa resistente a vazamentos, pode rígida ou flexível, fechada, mas com ventilação.
  • Dimensões da caixa de transporte: 24 cm/altura, 32 cm/largura, 43 cm/profundidade (para caixa flexível). 22 cm/altura, 32 cm/largura, 43 cm/profundidade (para caixa rígida).
  • A caixa de transporte deve sempre ser compatível ao tamanho do animal, a fim de que ele fique confortável lá dentro, consiga ficar em pé e dar um giro de 360º ao redor de si mesmo.
  • Limite mínimo de idade do pet: 4 meses
  • Limite de pet por passageiro: 1
  • Limite de pet por voo: 4
  • Documentação no caso de voos nacionais: carteira de vacinação e comprovante de vacinação antirrábica aplicada há mais de 30 dias e desde que não ultrapasse mais de 1 ano da data do embarque + atestado de saúde emitido por veterinário, válido por 10 dias a contar da emissão.
  • A documentação para voos internacionais inclui Certificado Veterinário Internacional e Passaporte de Trânsito.
  • Para mais informações sobre o transporte de animais de estimação com a Gol, consulte o site da companhia.
animal de estimação a bordo de aeronave
Confira como levar seu pet a bordo!

Outras regras para transporte de animal de estimação a bordo

Durante o voo, a caixa de transporte deve ficar embaixo do assento a sua frente.

O animal de estimação deve permanecer no interior da caixa de transporte durante o voo todo, bem como na área de embarque e desembarque do aeroporto.

Essas regras não se aplicam aos cães guia (ou outra modalidade de animal em serviço do dono).

O ideal é sempre se informar a respeito das regras de transporte de animais de estimação na cabine antes de comprar a passagem.

Exceto se recomendado pelo veterinário, calmantes não são recomendados em viagens de avião, em virtude dos efeitos colaterais.

Torne a caixa de transporte um local familiar para seu animal. A fase de adaptação com ela é de fundamental importância.

Forre a caixa com tapete higiênico.

Um dia antes do voo, é recomendado dar banho e cortar as unhas do seu animalzinho.

No dia do voo, a alimentação deve ser leve e a última refeição no máximo 2 horas antes do embarque para evitar enjoos. Essa restrição não inclui água (não há restrição quanto à ingestão de água).

Entenda as regras para levar seu pet na cabine do avião

Animal de estimação no compartimento de carga da aeronave

Cães de médio e grande porte serão transportados no compartimento de carga do avião (no mesmo voo que o dono, claro), que é climatizado e pressurizado como a cabine, porém, com iluminação reduzida.

Após fazer o check-in, o animal deve ser entregue aos funcionários da companhia aérea.

As caixas de transporte, nesse caso, são maiores do que aquelas liberadas para animais que vão na cabine, com espaço para água e comida.

O acompanhamento veterinário é essencial antes de planejar o voo, pois é o médico veterinário que atestará se seu cão ou gato está apto a viajar de avião e se o voo pretendido é seguro às condições dele.

Confira também aqui no blog MV: Vacina contra a febre amarela: Saiba quais países exigem!

Salve esse post no Pinterest:

Sempre que você faz alguma reserva ou adquire algum produto/serviço utilizando um link aqui do blog, eu ganho uma pequena comissão do site. Você não paga nada a mais por isso e ainda me ajuda a manter o Mala de Viagem atualizado e sempre cheio de novidades!

Aluguel de carro

Rent Cars

Seguro Viagem

Seguros Promo

Passagens aéreas baratas

Passagens Promo

Passeios e ingressos

Get Your Guide

Chip Internacional

SimPremium

Anna
Anna
Escorpiana assumida, Defensora Pública em MS e wanderlust por natureza. Está sempre programando uma nova aventura e em busca de experiências, porque acredita que a melhor viagem é sempre a próxima!