CearáFortaleza

Curtindo um feriado em Fortaleza, Ceará: dicas de passeios e restaurantes

Fortaleza 8

Os “trip addicts” se identificarão: no mês de dezembro do ano anterior já decoro o calendário do ano seguinte todinho para saber os feriados e prováveis datas para viagens no ano seguinte. E foi num desses feriados tão esperados que aconteceu nossa viagem para Fortaleza. Agora compartilho com você como foi mais essa viagem, com o objetivo de te inspirar a também aproveitar mais seus feriados e programar aquela viagem curtinha, porém super bem aproveitada!

Como sempre deixo as férias para viagens mais longa e destinos internacionais ou mais “exóticos”, acabo precisando encaixar os destinos mais tradicionais nos feriados, e assim fazer um roteiro mais enxuto.

Ainda que não seja possível conhecer tudo que esses destinos oferecem, o fato é que com 3 ou 4 dias dá pra aproveitar muito, desde que você não perca muito tempo com deslocamento.

Feriado no Ceará
Feriado no Ceará

Assim, na hora de planejar essas “fast trips”, o ponto de partida é definir o local a ser visitado conforme o tempo gasto com deslocamento.

Daqui de Campo Grande, não temos voos diretos para muitos destinos, o que limita nossas opções se não encontrarmos conexões rápidas.

Para nossa sorte, Fortaleza tem opções legais de conexão em São Paulo ou Brasília. São conexões curtinhas, de cerca de 1 hora.

Além disso, existem opções de voos durante a madrugada, que acaba sendo uma ótima opção para nós, que trabalhamos até o fim da tarde. O problema é que isso nos gera duas noites muito mal dormidas, mas que são facilmente esquecidas em prol de um bem maior: viajar!

Tendo em vista essas condições, geralmente capitais são destinos interessantes para uma “fast trip”, pois não há necessidade de se fazer uso de outros meios de transporte além do avião.

Claro que a cidade de destino dependerá muito da sua origem, mas independente disso, o importante é ter em mente que é sim possível organizar uma trip de feriado muito bem aproveitada, desde que bem planejada.

Assim foi com Fortaleza: voos noturnos, roteiro limitado, porém bem organizado e muita disposição para conhecer o máximo de coisas possíveis dentro de poucos dias.

O resultado? Conhecemos 4 praias diferentes, fomos ao Beach Park, jantamos em restaurantes deliciosos da cidade e ainda encerramos nosso domingo com um por do sol espetacular visto no píer da feirinha central!

Viu? Com planejamento e disposição é sucesso garantido!

Cumbuco - CE
Cumbuco – CE

Agora seguem as atrações que conhecemos na nossa “fast trip” ao Ceará:

Beach Park

Se tem duas coisas que eu sou apaixonada, essas coisas se chamam: parque aquático e parque de diversões… que na verdade são a mesma coisa, embora um envolva água e o outro não.

O Beach Park é um prato cheio pra quem curte emoção! Aliás, mesmo que você não curta tanta emoção assim, tenho certeza encontrará as atrações ideais pra você também.

Beach Park
Beach Park

O parque está localizado no município de Aquiraz, distante 25km de Fortaleza. São aproximadamente 30/40min de “viagem”. Fomos de Uber.

Para agilizar, já comprei os ingressos pelo site. O ingresso adulto custa R$ 215,00 e o infantil R$ 205,00 (valores em 2017). Também há opções de passaporte para 2 ou mais dias e pacotes com hospedagem, que automaticamente dão acesso ao parque.

Ainda pretendo voltar no futuro e me hospedar dentro do parque, mas dessa vez compramos apenas um ingresso para passar o dia.

O horário de funcionamento do parque é das 11 às 17 horas. O Beach Parque não funciona às quartas-feiras, mas para ter certeza do horário e dia de funcionamento, você pode conferir tudo no próprio site do parque.

A bilheteria abre alguns minutos antes, mas se você já tiver comprado seu ingresso pela internet, passa direto pela catraca, apresentando o código localizador que é enviado por SMS ao seu celular. Foi muito rápido, chegamos e entramos, sem fila nenhuma.

Ao entrar no parque, você logo avista alguns guichês, onde é possível alugar um armário e colocar crédito em um cartão que será utilizado para seus gastos com alimentação durante o dia.

Aqui uma crítica: lá tem uma placa dizendo que o gasto médio por pessoa dentro do parque é de R$ 25,00. Sinceramente? Não consigo imaginar de onde tiraram essa informação, porque para almoçar no buffet e tomar uma água de coco cada, Rodrigo e eu gastamos cerca de R$ 120,00.

Todos os indícios nos levam a crer que a balança do restaurante estava desregulada, pois nossos pratos pesaram quase o dobro do que geralmente pesa… Foi bem estranho.

Se você colocar o crédito no seu cartão de consumo e pagar no débito, eles te restituem o valor que sobrou no final do dia, mas tem que voltar lá e pedir a restituição.

Bom, tirando a parte da alimentação, que não tivemos uma boa experiência, todo o restante nos agradou…. Na verdade tenho mais uma reclamação a fazer (mas essa eu superei mais fácil): não é permitido levar a GoPro em nenhum brinquedo se ela não estiver presa – se você tiver, leve aquele suporte que prende a câmera na cabeça.

Tivemos sorte e pegamos um dia que o parque estava tranquilo. Com filas pequenas, deu para ir em todas as atrações (algumas até repetimos).

Beach Park
Beach Park

Por volta das 16 horas já tínhamos ido em todas as atrações, repetido algumas, e então decidimos curtir um pouco da praia do Beach Park, que fica na frente do parque. Foi uma delícia!

Beach Park
Praia do Beach Park

City Tour por Fortaleza e parada no Emcetur

Em parceria com a CVC Viagens, fizemos um city tour panorâmico por Fortaleza e, enquanto ônibus passava pelas principais atrações da cidade, a guia ia explicando sobre o lugar, sua origem e a história.

Foi um passeio bem tranquilo e interessante, pois tivemos uma visão geral de Fortaleza, conhecemos um pouco mais sobre sua colonização, história e cultura.

O city tour finalizou com uma parada no Emcetur, onde atualmente funciona um mercado de artesanatos (ali antigamente era o presídio da cidade).

Lá compramos toalhas de renda e castanha do pará.

Adorei o Emcetur, e achei que lá tem opções diferentes da feirinha central que fomos no nosso último dia de viagem.

Tem tanto artesanato bonito que me deu vontade comprar várias coisas para casa, sem contar nas castanhas, cachaças, toalhas, roupas. Vale a pena a visita, pois além de encontrar várias coisas legais, você incentiva o turismo local.

Praia do Cumbuco

A Praia do Cumbuco fica a uns 25km de Fortaleza e a atração principal do local são os passeios de buggy nas dunas.

Pelo que ficamos sabendo, ali é o único lugar nas proximidades de Fortaleza que dá para fazer passeio de buggy na versão “com emoção”, em virtude das dunas móveis existentes na região.

O passeio dura entre 1h30min a 2h, e o valor foi R$ 75,00 por pessoa (desde que tenham quatro passageiros no buggy).

Buggy nas dunas
Buggy nas dunas

Foi bem divertido, pois além da principal atração que são as dunas móveis, são feitas paradas em lagoas onde dá para fazer tirolesa e ski-bunda (de R$ 10,00 a R$ 15,00 cada atração).

O importante é se certificar que escolheu um bugueiro da cooperativa e que seja experiente, pois sem dúvida o passeio envolve riscos.

Chegamos do passeio de buggy com muita fome e almoçamos em uma das barracas de praia chamada Tendas do Cumbuco, onde pedimos um prato com peixe ao molho de camarões que servia duas pessoas. O valor dos pratos (para dividir) é em média R$ 90,00 a R$ 100,00.

O peixe estava bom, mas nada demais. Era um prato bem simples na verdade, mas não tenho críticas a fazer.

Depois do almoço fizemos massagem relaxante numa barraquinha bem ali na frente do restaurante Tendas.

Pagamos R$ 30,00 por pessoa e o tempo de duração é 30 minutos… Deveria ser, porque na verdade durou 20 minutos. Mas tirando esse detalhe do tempo, foi muito gostoso e faria novamente!

Durante o restante do dia apenas curtimos a praia numa boa até o horário de voltar para Fortaleza.

Cumbuco
Cumbuco

Na praia do Cumbuco você também tem opções de passeio de jangada, passeio à cavalo e quadriciclo.

O passeio à praia do Cumbuco também foi feito em parceria com a CVC Viagens, que organizou tudo pra gente!

Nosso passeio foi de apenas um dia, mas o blog Família sem Fronteiras ficou mais tempo por lá e escreveu um guia completo com dicas da praia do Cumbuco.

Praia do Cumbuco
Praia do Cumbuco

Praia de Canoa Quebrada

Canoa Quebrada é a queridinha que não pode faltar no roteiro quando se visita Fortaleza.

Canoa Quebrada
Canoa Quebrada

A vila se transformou em um destino turístico em meados dos anos 70, quando um grupo de hippies se encantou pela beleza do local e a hospitalidade dos nativos que ali moravam.

Embora distante 160 quilômetros de Fortaleza (cerca de 2 horas, 2 horas e meia de viagem), é possível ir apenas para passar o dia, retornando no fim da tarde. Diante do nosso curto tempo, foi o que fizemos.

Em Canoa Quebrada, além dos maravilhosos coqueiros típicos da região, há também falésias, lagoas e dunas de areia.

Embora seja uma pequena vila de pescadores, notei que seria interessante passar uma noite lá para conhecer melhor o local, sua gastronomia e caminhar pela “Broadway” (rua principal).

Assim como em Cumbuco, na Praia de Canoa Quebrada também é oferecido passeio de buggy. A diferença é que as dunas altas e móveis (que parecem uma montanha russa) do Cumbuco não existem aqui, pois em Canoa Quebrada as dunas são planas. Então o passeio será “sem emoção” dessa vez.

Buggy em Canoa Quebrada
Buggy em Canoa Quebrada

Embora “sem emoção”, decidimos fazer o passeio para ter uma visão ampla da vila de Canoa Quebrada e conhecer melhor o destino, já que não teríamos muito tempo ali. Pagamos R$ 60,00 por pessoa (buggy com quatro passageiros), e o passeio durou um pouco mais que 1 hora.

O passeio de buggy na Praia do Cumbuco foi mais legal, mas também não dispenso o de Canoa Quebrada. Gostei de fazer os dois.

Dessa vez também fizemos algumas paradas em lagoas, tirolesa, vistas panorâmicas e no símbolo de Canoa Quebrada (a estrela dentro da lua).

Aliás, o símbolo onde paramos não é mais o original, pois esse se desfez com o rompimento da falésia onde estava.

As correntes ascendentes de ar quente, nas falésias, cria um ambiente ideal para prática de esportes como Kitesurf, que vimos muito por lá, assim como no Cumbuco.

Depois do passeio, voltamos para almoçar no Restaurante Bom Motivo, que tem uma boa estrutura e fica de frente para a praia (com opções de mesas pé na areia também).

Pedimos um ensopado de peixe que, em tese, servia duas pessoas, mas na verdade dava para três ou até quatro.

Assim como no Tendas do Cumbuco, aqui também pagamos em torno de R$ 100,00 pela peixada. O problema foi que o garçom esqueceu de fazer nosso pedido, então ficamos aproximadamente 1 hora esperando o prato chegar.

Depois do almoço aproveitamos o restante da tarde para curtir a bela praia de Canoa Quebrada.

Esse foi mais um passeio feito em parceria entre o Blog Mala de Viagem e a CVC Viagens, que organizou nossa ida à Praia de Canoa Quebrada.

Avenida Beira Mar, Mercado de Peixes e Feirinha

Ficamos hospedados no bairro chamado Meireles, próximo ao aterro da praia de Iracema e muito próximo à Avenida Beira Mar.

Acordamos no domingo bem dispostos e fizemos uma corrida matinal!

Fomos até o Mercado de Peixes (Comércio de Pescados), no fim da praia e voltamos correndo pela areia. A praia é fragmentada, então em certos pontos você precisa subir até a Orla (calçadão) para dar a volta e depois descer até a areia novamente.

Não são praias indicadas para banho, embora houvesse bastante gente entrando na água. Nós só corremos na areia mesmo.

No caminho fizemos uma parada no recém instalado letreiro “CEARÁ” e na estátua de Iracema (um do lado do outro).

Além disso, por ali também funciona a feirinha beira mar, mas só a partir das 17 horas.

No fim da praia está o Mercado de Peixes. Passamos só para conhecer, mas não almoçamos lá.

O Mercado de Peixes (ou Comércio de Pescados) vende peixes e frutos do mar frescos, sendo possível escolher na hora o que deseja comer. A comida é preparada e ali mesmo tem as mesas onde as pessoas comem apreciando a vista do mar.

Após nossa dose diária de endorfina, fomos almoçar no Iate Clube Fortaleza. Sem maiores delongas, a conclusão foi a seguinte: lugar com vista bonita, mas não vale a\ pena ir para almoçar. Talvez um drink e um petisco no fim da tarde seja uma opção melhor.

No fim da tarde voltamos para o píer que fica do lado da Feirinha Beira Mar, e foi lá que apreciamos um belíssimo por do sol na companhia super agradável dos queridíssimos Samuel e Lívia do Blog Viagens e Menus!

Por do Sol em Fortaleza
Por do Sol em Fortaleza

Depois do sunset foi hora de passear pela Feirinha Beira Mar e comprar mais castanhas, porque castanha nunca é demais! (pagamos R$ 63,00 no pacote de 1kg).

Onde comer em Fortaleza?

Agora que eu já falei da parte da viagem que teve um pouquinho de exercício físico, hora de falar da parte que fez o ponteiro da balança subir!

Restaurantes que experimentamos em Fortaleza:

Moranga Bistrô

Ambiente intimista e romântico, com jantar a luz de velas e música agradável. O Rodrigo pediu um filé mignon à poivre com risoto de funghi e batatas do chef, que estava perfeito.

Pipo Restaurante

O restaurante mais lindo de todos, cheio de vidros e decoração de bom gosto e música clássica (piano e violino no dia que fomos). Nesse dia também optei por filé com risoto de parmesão, que estava saboroso, mas não tanto quanto o do Rodrigo no Moranga Bistrô.

Sobremesa: brownie - Pipo - Fortaleza
Sobremesa: brownie – Pipo – Fortaleza

Coco Bambu

Coco Bambu é um clássico! Fomos no primeiro da rede e mais uma vez surpreendeu. Pedimos salmão com crosta de gergelim e cuscuz marroquino (prato para dois), que veio muito rápido e estava super saboroso.

Geppos

Fomos na unidade que fica no Jardins Open Mall (onde há diversas outras opções de restaurantes interessantes também). Se estiver em Fortaleza, considere fortemente ir ao Jardins Open Mall para jantar em pelo menos uma das noites, pois opções interessantes não faltam por ali.

O Geppos é, a rigor, um restaurante “italiano contemporâneo”, mas apresenta um cardápio bem variado, com opções de massas, peixes e carnes.

Lívia (@viagensemenus) e TT (@tribotrips)

San Paolo:

Sei que gelateria não é restaurante, mas é uma ótima opção de sobremesa!

Gelato super saboroso, com gosto bem presente e forte, uma delícia. Além disso, eles fazem o famoso sorvete na pedra gelo, que você pode escolher 2 sabores e misturar com toppings na pedra.

Tem várias unidades de San Paolo em Fortaleza, escolha a mais próxima de você e aproveite.

Gelateria San Paolo - Fortaleza
Gelateria San Paolo – Fortaleza

E esse foi o post da semana, espero que tenham gostado e que agora se sintam determinados a encher os feriados de vocês com “fast trips” também!

Abraço e até a próxima.

Confira aqui o vídeo dos nossos dias em Fortaleza:

Mala de Viagem no Youtube: www.youtube.com/blogmaladeviagem – acompanhe a gente lá também!

Confira também aqui no MV:

Você gosta das minhas dicas? Então aproveita e segue também o @maladeviagem no Instagram, assim você poderá acompanhar todas as minhas viagens em tempo real!
Agora o Mala de Viagem também está no TripAdvisor, com todas avaliações de cada experiência da viagem!
Já se inscreveu no nosso canal? Se ainda não, aproveita para se inscrever agora: Blog Mala de Viagem no Youtube.

Sempre que você faz sua reserva de hospedagem pelos links que aparecem nos posts, banner da Booking.com na lateral direita do blog ou mesmo clicando aqui você me ajuda: não pagará nada a mais por isso, e eu recebo uma pequena comissão do site. Essa sua ajuda contribui para eu manter o blog MV cada vez mais completo e sempre cheio de novidades! Obrigada!

Salve esse post no Pinterest:

Anna
Anna
Escorpiana assumida, Defensora Pública em MS e wanderlust por natureza. Está sempre programando uma nova aventura e em busca de experiências, porque acredita que a melhor viagem é sempre a próxima!