Skip to main content

O que fazer em Bonito, Mato Grosso do Sul – Parte 2

Bonito merece mais de um post não é mesmo? Então em continuação ao primeiro, hoje vamos conversar sobre outros passeios que já fiz em viagens anteriores e recomendo que você também os inclua no seu roteiro.

Antes de dar continuidade à leitura desse post, recomendo que você leia o post – Bonito: como montar seu roteiro? – dicas de passeios em Bonito– pois lá fiz as introduções e observações gerais sobre Bonito e região, visando te situar melhor nessa viagem de ecoturismo tão cobiçada nacional e internacionalmente.

Sempre digo que um bom roteiro a Bonito (e cidades vizinhas), deve incluir pelo menos um parque de cachoeiras e trilhas, uma flutuação, um balneário e uma gruta. Isso é o básico, mas há muito mais para se fazer nessa viagem.

Agora vou listar os passeios que já fiz em viagens anteriores a Bonito (desde 2014), colocando as observações principais de cada um deles.

Cachoeiras do Rio do Peixe

Assim como a maioria dos passeios de cachoeiras, é bom reservar um dia inteiro para esse atrativo.

As cachoeiras ficam dentro de propriedades privadas e o passeio inclui visita a cada uma delas, com paradas para banho, apreciação e almoço.

Embora gelada (na minha opinião), a água das cachoeiras de Bonito é tão cristalina, que você certamente esquecerá a primeira característica, pois a vontade de mergulhar sempre prevalece ali.

A trilha que dá acesso às cachoeiras é bem sinalizada e segura, o que permite que o passeio seja feito por todos.

Fizemos o passeio pela manhã, retornamos para o almoço e depois ainda participamos de um encontro com macaquinhos, muito especial.

Primeiro, cada visitante recebe pedaços de banana, na sequência o líder do grupo, o “macaco-chefe” é chamado, e só então permite o acesso aos demais macaquinhos, para que eles também possam pegar sua banana.

BONITO RIO DO PEIXE BONITO RIO DO PEIXE

Após alimentar os macacos da fazenda, ainda fizemos a visita a mais algumas cachoeiras, inclusive com tirolesa no final.

É um passeio bem completo, as cachoeiras são lindas e a diversão é garantida!

Para esse passeio, assim como para todos os passeios de trilhas e cachoeiras, é importante usar roupas confortável (já com roupa de banho por baixo), tênis, chapéu ou boné, óculos de sol, protetor solar e repelente.

 BONITO RIO DO PEIXE

BONITO RIO DO PEIXE BONITO RIO DO PEIXE

BONITO RIO DO PEIXE

Cachoeiras Boca da Onça

Esse passeio não fica em Bonito, mas sim na cidade vizinha Bodoquena.

É um pouco mais longe, mas vale muito incluir esse atrativo na sua viagem.

Ao todo são 4 quilômetros de trilha pela mata da serra da Bodoquena. A trilha é excelente, toda delimitada e segura. Esse passeio tem bastante escadas… Fiquei com dor nas panturrilhas no dia seguinte rsrs.

São 11 cachoeiras, algumas com parada para banho (a maioria delas) e outras apenas para contemplação.

As cachoeiras são bem diferentes uma da outra, o que torna o passeio bem dinâmico. É um “UAU” atrás do outro.

A cachoeira Boca da Onça, que dá nome ao atrativo, é a maior do estado de Mato Grosso do Sul , com 156 metros de altura.

BONITO BOCA DA ONÇA BONITO BOCA DA ONÇA

Fizemos as cachoeiras pela manhã e finalizamos o passeio com um almoço muito gostoso na sede da fazenda.

Outra opção na Boca da Onça é o rapel. Optamos por não fazê-lo no dia, mas agora não sei o motivo, pois me parecia bem legal!

BONITO BOCA DA ONÇA BONITO BOCA DA ONÇA

BONITO BOCA DA ONÇA

Flutuação no Rio da Prata

Essa foi a primeira flutuação que fiz em Bonito e, com certeza, ficou marcada na memória.

A infraestrutura do Recanto Ecológico Rio da Prata é incrível e a experiência muito enriquecedora.

O Rio da Prata é o que tem a maior quantidade e variedade de peixes, e por isso é uma boa opção para quem só vai fazer uma flutuação na viagem.

O rio é extenso e algumas pessoas dizem que, por isso, acaba sendo um pouco cansativo. Quando eu fiz, não achei nada cansativo e adorei ter bastante tempo na água para apreciar toda aquela biodiversidade diante dos meus olhos.

O passeio inicia com a preparação, que inclui vestir a roupa de neoprene e pegar sua máscara de snorkel.

Depois é feita uma pequena trilha até chegar ao ponto inicial da flutuação.

Todas as recomendações de segurança são bem explicadas pelos guias, que garantem a tranquilidade do passeio.

Se mais para o fim do passeio e ainda no curso da flutuação alguém do grupo se cansar, há possibilidade de terminar o passeio de barco.

Fizemos a flutuação pela manhã, e, finalizado o passeio, desfrutamos de um delicioso almoço típico de fazenda.

BONITO RIO DA PRATA BONITO RIO DA PRATA

BONITO RIO DA PRATA BONITO RIO DA PRATA

Obs. Na mesma viagem em que fizemos a flutuação no Rio da Prata, também fizemos flutuação do Rio Sucuri, mas entre as duas, preferi a primeira pela diversidade e quantidade de peixes.

Buraco das Araras

Esse é um passeio rápido, que vale à pena fazer depois de sair do Rio da Prata, pois fica perto.

O Buraco das Araras se trata de uma dolina, com cerca de 100 metros de profundidade e 100 de diâmetro.

Essa é tida como a maior dolina de toda a América do Sul, e é o lar das lindas araras-vermelhas, bem como o local de procriação.

Nunca vi tanta arara na vida como lá!

Binóculos também é útil nesse passeio (ou mesmo a lente da sua câmera, se tiver um bom zoom).

A história sobre o local é meio macabra: dizem que a dolina era utilizada como “cemitério clandestino”, onde corpos eram jogados… Verdade ou não, a realidade é que hoje o lugar impressiona de tanta beleza.

No fundo da dolina há um lago, onde vivem jacarés. Com um pouco de esforço é possível ver alguns lá de cima.

A curiosidade é que até onde eu sei, são jacarés canibais! Pois estão presos ali e a oferta de comida é muito pequena. Que loucura…

BONITO BURACO DAS ARARAS 2 BONITO BURACO DAS ARARAS 2

BONITO BURACO DAS ARARAS 2 BONITO BURACO DAS ARARAS 2

Lagoa Misteriosa

É um dos passeios mais famosos de Bonito, mas ele só funciona entre os meses de abril a setembro, pois fora esse período, é época de proliferação de pequenas algas na lagoa, razão pela qual o atrativo fecha.

Na Lagoa Misteriosa é possível fazer flutuação ou mergulho com cilindro. Todos os equipamentos necessários estão inclusos no valor do passeio.

Optamos pelo mergulho com cilindro, pois a flutuação, na minha opinião, não é tão interessante, já que não há peixes no local (como nos outros passeios de flutuação nas nascentes dos rios).

BONITO LAGOA MISTERIOSA

O interessante da lagoa é o mistério que envolve sua profundidade, que até hoje ainda é desconhecida.

O mergulho com cilindro é feito com apoio de guia especializado, que garante a sua segurança.

Não é necessário experiência prévia, pois as orientações e treinamento básico são feitos no dia do passeio mesmo.

Com cilindro é permitido chegar até os 10 metros de profundidade e o guia acompanha o turista durante todo o passeio.

Rodrigo adorou a experiência. Eu senti dor no ouvido e dificuldade para tirar a pressão conforme descia… Mas quero tentar novamente.

O passeio tem duração de meio dia e não inclui opção de almoço.

BONITO LAGOA MISTERIOSA 9 BONITO LAGOA MISTERIOSA

BONITO LAGOA MISTERIOSA

BONITO LAGOA MISTERIOSA  BONITO LAGOA MISTERIOSA

BONITO LAGOA MISTERIOSA  BONITO LAGOA MISTERIOSA

Balneário Ilha Bonita

Os balneários são ótimos para descansar e ter um dia mais “relax”. É uma boa opção para intercalar depois de um dia de trilhas e cachoeiras.

O Balneário Ilha Bonita (12 quilômetros de Bonito), localizado às margens do Rio Formoso, tem uma ótima infraestrutura com grande espaço verde, restaurante, quiosques individuais com churasqueiras, parquinho para crianças, quadra de vôlei de areia, área para exercícios físicos, redários, duas tirolesas, cinco trampolins, cachoeiras e trilhas.

Há muitos peixes também, numa perfeita integração entre homem e natureza.

BONITO ILHA BONITA BONITO ILHA BONITA

Esses são os passeios que já fiz em Bonito, mas ainda há muito o que conhecer na região, um ótimo motivo para voltar outras vezes!

OBSERVAÇÕES FINAIS:

O que levar para sua viagem a Bonito?

  • Roupa de banho
  • toalha de trilha
  • repelente (no final do ano é a época que mais tem mosquitos)
  • protetor solar (para entrar nas nascentes, rios e cachoeiras será necessário tirar)
  • óculos de sol e chapéu
  • roupas leves (evite preto, pois atrai mosquitos)
  • câmera fotográfica
  • chinelo e tênis (passeios em grutas exigem tênis ou sandália antiderrapante)

Observações gerais para sua viagem:

  • Passeios: obrigatoriamente feitos com uma agência local, tendo dias e horários rigorosamente marcados e controlados (existem número limite de visitantes/hora/dia).
  • É ideal fazer reserva dos passeios com pelo menos 3 meses de antecedência na baixa temporada e 5 meses se sua viagem for durante a alta temporada (férias escolares e feriados nacionais).
  • Os preços de hotéis e passeios costumam ter variações entre alta e baixa temporadas. Os preços dos passeios são tabelados.
  • Os passeios são guiados e os guias são profissionais autônomos que prestam serviços nos atrativos, porém não são empregados das agências nem dos passeios.
  • Leve seus vouchers para ingresso nos atrativos. A agência H2O Ecoturismo (com a qual contratei na minha última viagem a Bonito em Dezembro/2017) já encaminha todos os seus vouchers diretamente ao seu hotel, juntamente com uma carta de boas vindas.
  • A cidade de Bonito tem boa estrutura para atender os turistas – restaurantes, lojas, hotéis, mercados, bancos…
  • A internet em Bonito é muito ruim (esqueça sinal 3G).
  • O transporte até o atrativo pode ser feito com carro comum ou com serviço de transfer.
  • Beba água mineral, pois a água de Bonito possui alto índice de calcário e magnésio, podendo causar desarranjo (eu já sofri com isso e acredite: você não vai querer passar pelo que passei!) .

 

Se você gosta do conteúdo do Blog Mala de Viagem, gostaria de te pedir uma ajuda: faça sua reserva de hospedagem pelo Booking.com através do banner aqui na lateral direita do blog. Você não pagará nada a mais por isso, contribuirá para que façamos mais viagens, e sem dúvida novos posts sempre aparecerão por aqui! Muito obrigada!

 

Post anterior – 7 hotéis perfeitos para se hospedar no Carnaval em Salvador

Próximo post – São Paulo, venha comemorar o aniversário de São Paulo com esse roteiro incrível!