Skip to main content

Essenza Hotel, Jericoacoara – será que vale à pena?

Hey amig@, hoje quero compartilhar com você a experiência que tivemos no Hotel Essenza – Jericoacoara , em outubro desse ano (2017). Que Jeri é um destino “must go”, super em alta, a gente já sabe, mas será que vale à pena o “investimento” para se hospedar no hotel queridinho dos famosos? Vem comigo que hoje você descobre!

Bom, para introduzir o assunto, vamos falar um pouquinho sobre Jericoacoara, a vila de pescadores que encanta brasileiros e estrangeiros ano após ano.

O Parque Nacional de Jericoacoara fica a 300 km de Fortaleza , reunindo belezas naturais de encher os olhos: mar quentinho, dunas, por do sol arrebatador, lagoas, ventos que propiciam a prática de esportes como Kite e Wind-Surf, rica gastronomia e gente acolhedora e amigável.

Embora hoje já seja possível chegar ao local de avião (o aeroporto fica no município de Cruz)…

Chegando e Jeri com a Azul
Chegando e Jeri com a Azul

…A pequena vila de Jeri (como carinhosamente chamada) mantém suas características primordiais: a vila não possui asfalto (chinelinhos para que te quero!), tampouco postes de iluminação, o que garante que a luz do luar e das estrelas sejam preservadas.

Do aeroporto até a vila de Jeri são alguns bons quilômetros de estrada de chão (ou seria estrada de areia?), razão pela qual se indica veículo 4×4 para o trajeto.

Ali a calma e a tranquilidade tem espaço garantido: caminhe pelas ruas de areia para descarregar as energias, acorde cedo para dar uma boa corrida pela praia, relaxe assistindo o por do sol da famosa Duna do Por do Sol.

A tranquila praia de Jeri
A tranquila praia de Jeri

Hotel Essenza Hotel Essenza

Hotel Essenza
Jeri tem uma “vibe” muito gostosa!

Considerações iniciais feitas, passemos aos fatos:

Hotel Essenza – será que vale à pena?

Estivemos em Jeri com mais um casal de amigos. Nossos amigos comemoravam o aniversário de casamento; eu comemorava meus 28 “aninhos”. 

Nossa viagem foi bem curtinha, meio que na loucura mesmo, já que saímos de Campo Grande, voamos até Campinas (perdemos o voo rsrs), depois até Jericoacoara – tudo isso durou de sexta a domingo. Segunda de manhã já estávamos de volta para trabalhar. 

Viagem curta, mas ok… Falou que é viagem a se desdobra e dá um jeito!

Considerando o curto tempo da trip, o objetivo era curtir o hotel, sem se preocupar muito em fazer passeios ou esgotar os atrativos do local (para isso pretendemos voltar em breve).

Dessa forma, reservamos o “melhor” hotel de Jeri: quem aí já ouviu falar no famoso Essenza Hotel?

Pois é, com promessa de hospedagem de luxo e tendo o título de hotel queridinho dos famosos, lá fomos nós embarcar nessa… Furada!

Então, se você chegou até aqui, já sabe que minha opinião é negativa. Mas agora é hora dos argumentos:

Pontos positivos do Essenza:

  • As fotos no hotel ficam realmente muito bonitas.
  • Depois de insistência e até desentendimentos entre os funcionários do hotel, conseguimos um late check-out em virtude da diária que perdemos pelo nosso voo (chegamos 24h depois do previsto e perdemos uma diária).
  • A piscina comum é grande, bonita e com água numa temperatura agradável.
  • Você pode dizer que conheceu um dos hotéis mais “famosinhos” do Brasil (tô em dúvida ainda se isso é realmente um ponto positivo ou uma qualidade neutra, mas ok!).
Hotel Essenza
Acordei cedo e estava assim, vazia ainda!

Hotel Essenza 

 

Hotel Essenza
Olha esse céu, que lindeza!

Pontos negativos do Essenza:

  • As fotos ficam bonitas, mas um ensaio fotográfico em Paris com fotógrafo profissional (que também é “queridinho dos artistas”) sai mais barato.
  • Logo que chegamos tinha um casal na recepção reclamando sobre algum problema na reserva deles. A recepcionista estava bem alterada também. Achei, no mínimo, desnecessária aquela cena ali, bem na nossa chegada. Imagina só: serviram um drink para nós, mas nem aproveitamos o momento, pois o plano de fundo era os clientes evidentemente descontentes com algum serviço que não lhes foi prestado como desejado…
  • O hotel é caro, caro, nível BEM CARO, em relação ao que é oferecido – pagamento R$ 1.600,00 na diária, que inclui café da manhã. Os quartos da parte de baixo (sem a piscininha privativa) são um pouco mais barato.
  • Assim como o valor da diária, o valor cobrado pelas bebidas e refeições (que não café da manhã), também tem preços elevados (provavelmente, ao encerar sua conta no check-out, você se dará conta que deixou o valor de mais uma diária lá).
  • Reservamos um apartamento “Essenza Cult”, que são os quartos da parte superior, com a mini-piscina privativa. O problema é que nosso quarto era o penúltimo do lado esquerdo, e a vista era simplesmente UM TELHADO – vista totalmente obstruída pelo mesmo preço de um quarto com vista direta para o mar. Agora me diz uma coisa: de que adianta ter uma piscininha privativa, se todas a fotos que você tirar nela ficarão péssimas? Mais uma decepção.
Quarto com vista obstruída... Haja sorte hein!
Aquela vista perfeita para as fotos… #SQN
O jeito foi dar uma passadinha no quarto dos amigos para mostrar como DEVERIA ser a vista!
  • A um custo adicional de R$ 100,00 é possível pedir o tal do “café da manhã flutuante”. O café da manhã vem em uma bandeja flutuante e você pode aproveitá-lo de dentro da piscininha… Pedimos o tal do café flutuante: desconfortável e desajeitado. A ideia é legal para fotos… mas eu tinha um telhado na minha frente, lembra? Ah, e pra ajudar, bem na hora das “tentativas de fotos” um funcionário do hotel resolveu que era hora de subir no telhado e limpar a piscina! Fizemos um baita malabarismo para conseguir uma foto ou outra.
Hotel Essenza
A hora perfeita para limpar a piscina em cima do telhado, certo?

Hotel Essenza 

  • O quarto é confortável, mas comum, nada de especial (acho que o mais “especial” é a iluminação de led na piscininha e o sistema bluetooth de som).

 

 

 

quarto Essenza
Quarto “Essenza Cult”
  • O hotel não dispõe de serviço de praia. Há algumas redes à disposição dos hóspedes na frente do hotel.
Redes na frente do Hotel Essenza
Redes na frente do Hotel Essenza
  • Tive a nítida impressão que os funcionários não conversam entre si e não passam recados uns aos outros:

Chegamos para jantar (o menu degustação do restaurante, embora caro, estava gostoso), e acharam que tínhamos cancelado a reserva, sendo que 15 minutos antes alguém tinha ligado no quarto para confirmar o horário do nosso jantar.

Uma das funcionárias disse ao nossos amigos que quando eles chegassem no quarto, teria uma surpresa em comemoração ao aniversário de casamento deles. Quando eles chegaram no quarto – PAH: não tinha nada! No dia seguinte foram pedir explicações e a funcionária disse que tinha acontecido um engano e “montaram a surpresa em outro quarto” – COMO ASSIM?

Depois que terminamos o café da manhã no quarto, solicitamos que fossem retirar o que sobrou. O funcionário nos disse que já iria alguém limpar. Ficamos na piscina por um tempo e, quando voltamos ao quarto, estaca infestado de moscas e formigas, porque ninguém foi sequer tirar os restos de comida.

Bom, pela experiência que tenho, está muito claro que um hotel que cobra R$ 1.600,00 a diária do casal, jamais poderia cometer tantas gafes.

Atendimento ruim, qualidade péssima. Cuidado para não cair na mesma fria.

A impressão que ficou é que o Essenza se preocupa muito com o marketing, mas esquece da qualidade. Decepcionante.

O problema não é o preço em si, que fique claro, pois o preço a gente conhece de antemão. Porém, se você paga preço de um serviço de alto-padrão, o esperado é que ele corresponda.

A melhor parte da hospedagem? Acordar 5h da manhã no domingo para correr 10km pela praia, essa sim não decepciona!

Ps. quando  voltei da minha corrida matinal (isso nem 7h da manhã ainda), um outro funcionário do hotel me barrou na entrada (no jardim em frente à piscina) perguntando se eu estava hospedada ali… Eu respondi que sim e entendi aquilo como uma regra de segurança do hotel (embora eu estive com a pulseirinha preta exclusiva dos hospedes no braço).

Ainda não se deu por satisfeito e perguntou: Tem certeza? Eu não te vi saindo… WTF? Achei que ele estivesse de sacanagem comigo, respirei fundo e mostrando a pulseirinha respondi: “Sim, o senhor que não estava aqui ainda quando eu sai” (preferi chamá-lo educadamente de “senhor”, enquanto ele se referiu a mim como “mocinha”) – e calmamente me retirei… Tirem suas próprias conclusões, porque eu já falei demais!

Sol ainda aparecendo – nada como uma boa corrida matinal na praia (embora depois eu tenha voltado com 3 bolhas no pé)

 

 

Um post “um pouco” diferente hoje né? Mas provavelmente será útil na hora que você for escolher (ou não) sua hospedagem em Jeri! Aproveitem e boa sorte!

Ps. final: não deixem de provar o Gelato & Grano (na vilinha).

Gelato & Grano
Gelato & Grano

Beijinhos,

Anna.

 

Se você gosta do conteúdo do Blog Mala de Viagem, gostaria de te pedir uma ajuda: faça sua reserva de hospedagem pelo Booking.com através do banner aqui na lateral direita do blog. Você não pagará nada a mais por isso, contribuirá para que façamos mais viagens, e sem dúvida novos posts sempre aparecerão por aqui! Muito obrigada!

 

Post anterior – Franschhoek: o que fazer na da Região Vinícola do Cabo

Próximo post Japão, Uma Viagem do Passado ao Futuro