Skip to main content

Joanesburgo: o que fazer em 2 dias nesta grande cidade

Já passou a época em que Joanesburgo era apenas uma “cidade conexão” para outras regiões da África do Sul, principalmente para o Kruger ou Cape Town.

Hoje em dia, Joanesburgo é vista com outros olhos e assumiu o papel de “lugar a ser visitado” no país, com a vantagem de que poucos dias já serão suficientes para conhecer seus pontos principais (não que não tenha atrações para mais tempo… Tudo dependerá da sua disponibilidade).

Durante os 2 dias e meio que estivemos na cidade, pude chegar à uma conclusão até bem óbvia: se você gosta de passear em São Paulo, provavelmente gostará de Joanesburgo* (ou simplesmente “Joburg”, para os íntimos).

*Com a diferença de que Joanesburgo não é uma cidade noturna como SP. Tudo fecha cedo por lá, então se programe bem para curtir o melhor da cidade respeitando essa característica.

Joanesburgo é uma “big city”, com muitos prédios, trânsito intenso, e centro comercial e financeiro funcionando a todo vapor.

Outra coisa que me chamou a atenção foi a quantidade de prédios em construção, o que deixa claro que Joburg está crescendo dia a dia.

Também não pude deixar de notar a organização, principalmente no bairro onde ficamos hospedados: Sandton.

Destaque extra para o lado histórico de Joburg: os melhores museus da África do Sul estão lá. Destaque para o Museu do Apartheid e para o Constitution Hill, além da casa do Nelson Mandela no Soweto, que atualmente funciona como museu.

Acho que depois dessa introdução já deu pra ter uma ideia porque Joburg não é mais apenas uma “cidade conexão”, certo?

Então chegou a hora de compartilhar nosso roteiro e tips com você:

Como chegar?

O voo direto de SP a Joanesburgo tem duração de 8h (mesmo tempo de voo para chegar em Miami).

Compramos passagens pela LATAM (embora o voo tenha sido operado pela South African Airlines).

Quantos dias ficar?

2 ou 3 dias completos é suficiente para conhecer os principais pontos turísticos da cidade, e ir a alguns restaurantes legais (só de lembrar já fico com água na boca).

Onde ficar?

O bairro de Sandton é um bairro organizado, seguro e com muitas opções de hotéis.

Ficamos em Sandton, mas não era um hotel turístico, mas sim um hotel-conferência (acho que só tinha Rodrigo e eu de turistas hospedados lá, e isso foi um pouco estranho). Todo mundo perguntava se estávamos lá estudando. No começo não entendia o motivo da pergunta, mas quando vi que estávamos em um centro de conferência, tudo começou a fazer sentido.

O hotel onde nos hospedamos se chama FNB Conference Hotel (FNB é um banco sul africano). Pagamos R$ 200,00 pela diária, sem café da manhã (o que foi uma boa escolha, pois assim pudemos conhecer lugares interessantes para um bom café da manhã em Joanesburgo).

O hotel era nível “ok”, simples, porém com o mínimo de conforto necessário. O preço nos atraiu (principalmente por ser em Sandton e ficar próximo a Nelson Mandela Square).

Não ficaríamos lá novamente, mas acho que foi uma questão de falta de opção mesmo (tivemos problemas com a reserva do primeiro hotel e precisamos procurar outro em cima da hora).

Como se locomover?

Nós adoramos Uber.

Uma alterativa ao Uber é o Gautrain.

O Gautrain tem estações nos bairros de Sandton, Rosebank, Hodesfield, Midrand, Centurion e também vai até a capital Pretoria.

O que fazer em Joanesburgo?

NELSON MANDELA SQUARE E SANDTON CITY:

A Nelson Mandela Square, ou praça Nelson Mandela é onde está a estátua do Nelson Mandela. A praça é rodeada de ótimos restaurantes e provavelmente você terá problemas para conseguir decidir em qual ir. Fazer reservar prévia sempre é a melhor opção.

Nelson Mandela Square - Joanesburgo
Nelson Mandela Square e a famosa estátua de Mandela – Joanesburgo

Acoplado à praça Nelson Mandela, está o shopping Sandton City, onde você encontra mais opções de restaurantes, deliciosos cafés, lojas, bancos, casas de câmbio e até supermercado. Definitivamente: tudo que você precisar, possivelmente encontrará lá.

Nelson Mandela Square e Sandton City - Joanesburgo
Nelson Mandela Square e o grande shopping Sandton City – Joanesburgo

Localização: bairro Sandton.

*Lembre-se de guardar as notas fiscais dos produtos (não inclui comida/bebida/restaurantes) que você comprar na África do Sul, pois no dia da sua volta (no aeroporto), você poderá apresenta-las e solicitar sua “tax refunds”, referente ao imposto (VAT).

Dicas de restaurantes na Nelson Mandela Square:

  • PAPPAS ON THE SQUARE (dá pra ver ele na foto anterior, na parte superior esquerda);
  • SEPTIMO;
  • TASHA’S;
  • THE BIG MOUTH;

Dica de café no shopping Sandton City:

  • MUGG & BEAN – cardápio repleto de opções de bebidas quentes e geladas, comidas salgadas e doces, além de opções de saladas e refeições.
Mugg & Bean - Joanesburgo
Mugg & Bean no Santon City – vale à pena conhecer – Joanesburgo
  • Existem várias opções super charmosas espalhadas pelo shopping. O que me atraiu mesmo foram os grandes bolos coloridos na vitrine de algumas delas.
Sandton City - Café - Joanesburgo
Sandton City – um dos cafés no interior do shopping (ainda encantada por esses bolos) – Joanesburgo

MUSEU DO APARTHEID:

Sem dúvida o Museu do Apartheid é o “must go” em Joanesburgo.

Museu do Apartheid - Joanesburgo
Museu do Apartheid – Joanesburgo

Reserve algumas horas do seu dia para ver de perto a história do Apartheid (1948 – 1994) e saber mais sobre a vida e história do Nelson Mandela (e se encantar por ela).

O tour pelo museu é pesado e você certamente sairá de lá emocionalmente tocado(a), mas é um lugar absolutamente importante e deve ser visitado.

O ingresso para entrada no museu tem uma inscrição que diz “non-whites” ou “whites”, conforme o que estiver escrito no seu ingresso, você escolhe a catraca.

Museu do Apartheid - Joanesburgo2
Entrada – Museu do Apartheid – Joanesburgo

A ideia é mostrar aos visitantes quão discriminatório foi o regime.

O museu tem muito conteúdo (muitos painéis e exibição de filmes) e é realmente imenso. Se sua intenção for fazer uma visita detalhada, provavelmente meio período não será suficiente.

Reservamos 2h30min para visita-lo (mas poderíamos ter ficado muito mais, tendo em vista a riqueza de conteúdo do lugar).

Fiquei imaginando se eu tivesse tido a oportunidade de visitar o museu nos meus tempos de escola e vestibular… Uma experiência que tenho muita vontade de proporcionar ao meu filho ou filha no futuro.

Valor para adultos: 85 rands (R$ 1,00 = R 4,00). Compramos os ingressos na entrada mesmo, não tinha fila no dia que fomos. Aceitam cartão como forma de pagamento.

­­­­SOWETO E CASA DO NELSON MANDELA:

Soweto é o bairro onde viviam as pessoas denominadas “non-whites” ou “nie-blankes” durante o apartheid (1948-1994).

De acordo com o regime da segregação racial, negros (ou melhor: “não brancos”) não podiam viver em áreas reservadas aos brancos (europeus), e assim alguns bairros foram criados destinados para essa maioria.

Atualmente você ainda observa a população majoritariamente negra no imenso bairro Soweto.

A casa do Nelson Mandela (1918-2013), ou “Mandela House”, onde viveu o primeiro presidente negro da África do Sul, fica no seguinte endereço: 8115 Vilikazi Street, Orlando West, e hoje funciona como museu.

Mandela House - Soweto - Joanesburgo
Mandela House – Soweto – Joanesburgo

A casa foi construída em 1945. Mandela se mudou para lá em 1946 com sua primeira esposa e seu primeiro filho. Viveu na casa até 1962, quando foi preso.

Interior da casa do Nelson Mandela - Soweto - Joanesburgo
Interior da casa do Nelson Mandela – Soweto – Joanesburgo

Compramos os ingressos na hora e não tinha muita fila, embora o local estivesse bem cheio. O valor é R60,00 por pessoa (valor em setembro/2017) e aceitam cartão.

O museu abre diariamente das 9h às 16h45min (para mais informações consulte o site clicando aqui).

A Rua Vilakazi é a única do mundo onde moraram dois ganhadores do Prêmio Nobel: Nelson Mandela e o arcebispo Desmond Tutu (mas a casa não é aberta à visitação).

Desmond Tutu House - Soweto - Joanesburgo
Desmond Tutu House – Soweto – Joanesburgo

Se você tiver curiosidade em conhecer melhor o Soweto, há empresas que organizam tour/passeios de bicicleta no bairro. Não tivemos tempo para fazê-lo, então nos contentamos em visitar a rua onde está a casa de Nelson Mandela (uma parte do Soweto muito mais turística na verdade).

Para entender melhor o Soweto, tente não ficar limitado apenas à rua Vilakazi, pois embora muito importante, tornou-se um lugar extremamente turístico, com bares, restaurantes, vendedores ambulantes…

CONSTITUTION HILL:

O Constitution Hill é o atual Tribunal Constitucional da África do Sul, mas já foi uma prisão no passado. No local já estiveram presos Nelson Mandela (por um ano) e Mahatma Gandhi.

Constitution Hill - Joanesburgo
Busto de Mahatma Gandhi – Constitution Hill – Joanesburgo

O local também abriga obras de arte contemporânea e pinturas.

Constitution Hill conta a história da jornada da África do Sul para a democracia, mostrando o seu passado turbulento e discriminatório, quando pessoas eram presas em razão da cor de sua pele e não tinham direitos.

Constitution Hill - Joanesburgo
Constitution Hill – antigo presídio – Joanesburgo

 

Constitution Hill - Joanesburgo
Constitution Hill – Joanesburgo

NEIGHBOURGOODS MARKET:

Feira de comida, arte, moda e música que acontece todos os sábados em Joanesburgo. Simplesmente uma delícia.

Neighbourgoods Market - Joanesburgo
Entrada do Neighbourgoods Market – Joanesburgo

São várias barraquinhas e você escolhe o que quer comer, beber e experimentar (algumas oferecem degustação, como é o caso da barraquinha de chocolate da marca Cocoafair).

Neighbourgoods Market - Joanesburgo
Chocolate Sul-africano – Neighbourgoods Market – Joanesburgo

 

Neighbourgoods Market - Joanesburgo
Smoothie, uma das nossas escolhas – Neighbourgoods Market – Joanesburgo

 

Neighbourgoods Market - Joanesburgo
Wrap – Neighbourgoods Market – Joanesburgo

 

Neighbourgoods Market - Joanesburgo
Neighbourgoods Market – Joanesburgo

 

Neighbourgoods Market - Joanesburgo
Neighbourgoods Market – tudo tão lindo! – Joanesburgo

São dois andares de feira e no segundo andar tem música, mesas ao ar livre, além de uma feira de moda (roupas, bolsas, bijuterias, objetos de decoração, etc.).

Definitivamente, é um lugar que deve ser visitado se você estiver em Joanesburgo no sábado.

Programação certa para seu sábado em Joburg
Programação certa para seu sábado em Joburg

Localização: bairro de Braamfontein.

Horário de funcionamento: das 09h às 15h.

RESTAURANTES: faça reserva com antecedência pelo site do restaurante ou telefone.

Marble: o Marble é um bar/restaurante super moderno que é destaque em Joanesburgo. Vale à pena tanto para um jantar, quanto para um drink no fim da tarde.

O chato é que fiz reserva com bastante antecedência, mas mesmo assim nos colocaram em uma mesa muito ruim (na verdade era um balcão virado para a parede), o que me deixou meio chateada.

Por outro lado, os pratos estavam ótimos e eu fiquei feliz de novo!

Entrada - Marble
Entrada – Marble

 

Prato principal - Marble
Meu prato principal – Marble

 

Prato principal - Marble
Prato principal do Rodrigo – tudo delicioso – Marble

Clico: o restaurante fica dentro de um hotel e foi uma surpresa. Procurando indicações no Trip Advisor, encontramos o Clico e o menu degustação de 6 etapas nos surpreendeu.

O atendimento foi excelente e praticamente exclusivo (pegamos uma mesa na parte externa, pois estava tendo um aniversário na parte interna naquele dia).

Fazia um pouco de frio, e fora super atenciosos trazendo aquecedor e cobertor para nossa mesa.

Valor do “tasting menu“: R600 sem vinho ou R750 com vinho.

Clico restaurante - Joanesburgo
Clico restaurante – pedimos o tasting menu – Joanesburgo

 

Clico restaurante - Joanesburgo
Clico restaurante – Joanesburgo

 

Clico restaurante - Joanesburgo
Clico restaurante – Joanesburgo

 

Clico restaurante - Joanesburgo
Clico restaurante – Joanesburgo

 

Clico restaurante - Joanesburgo
Clico restaurante – Joanesburgo

 

Clico restaurante - Joanesburgo
Clico restaurante – saudade dessa sobremesa Joanesburgo

Urbanologi: escolhemos o Urbanologi para almoçar. É um restaurante diferente, grande e descontraído. No almoço estava bem tranquilo e tinha várias mesas disponíveis, mas o garçom nos disse que no jantar costuma ficar lotado.

O cardápio é dividido por sabor (salgado, azedo, doce… como no “The Pot Luck Club“) e os pratos são no estilo “tapas”.

Se você estiver com bastante fome, não indico esse restaurante.

Urbanologi - Joanesburgo
Restaurante Urbanologi – Joanesburgo

 

Urbanologi - Joanesburgo
Urbanologi – Joanesburgo

 

Urbanologi - Joanesburgo
Urbanologi – Joanesburgo

Café Mugg & Bean: rede de café no estilo “tem um pouco de tudo”. Nem preciso dizer que o cardápio é mega variado e as opções são deliciosas né? Existem vários Mugg & Bean espalhados por Joburg. Escolhemos o local para um café da manhã.

Mugg & Bean - Joanesburgo
Mugg & Bean – Joanesburgo

 

Mugg & Bean - Joanesburgo
Mugg & Bean – Joanesburgo

Market on Main: localizado no bairro de Maboneg, lá você encontra vários cafés, restaurantes e lojas.

Gostaríamos de ter provado o Cube Tasting Kitchen e no DW-Eleven-13, mas sem reserva prévia, ficamos na vontade. Eis um bom motivo pra voltar!

Agora você pode acompanhar o vídeo dos nossos momentos em Joburg, e já aproveito a oportunidade para pedir que se inscreva no nosso canal do YouTube clicando aqui!

Ainda estamos na África do Sul e nos mantemos 24h conectados graças à Easysim4u.

Se você gosta do conteúdo do Blog Mala de Viagem, gostaria de te pedir uma ajuda: faça sua reserva de hospedagem pelo Booking.com através do banner aqui na lateral direita do blog. Você não pagará nada a mais por isso, contribuirá para que façamos mais viagens, e sem dúvida novos posts sempre aparecerão por aqui! Muito obrigada!

Post anteriorEcoturismo no Brasil: descubra 7 destinos ideias para suas férias

Próximo postColômbia: alegria e prazer!

  • Renata Sucena

    Hum deve ter sido demais essa viagem! As fotos dos pratos estão dando água na boca! Africa do Sul é um destino que tá na minha lista. O único probleminha é o tamanho da lista… hehe

    • Verdade, lista de viagem definitivamente não é algo pequeno… Mas vamos que vamos que a gente dá conta sim!

  • Carla Macedo

    Uauuuuu! Que demais! Maravilhoso post! E que comidas são essas? Estou salivando! RS
    Só me deixou com mais vontade de conhecer a Africa do Sul.

  • Sa Brina Guerreiro

    Adorei conhecer Johanesburgo com vc! Nunca pensei em visitar a África do Sul, mas já tô comentando a pensar nisso.

    • E eu já estou com vontade voltar, de tanto que amei aquele país!

  • Jaqueline Caixeta

    Ahhh esse é o guia que eu vou indicar para o meu primo que está indo pra Africa!! Muito bem explicado, como sempre!! Parabéns pelo belo trabalho!

  • Manuela

    Imagino que ir no museu do apartheid deva ter um efeito similar a ir num campo de concentração. É muita história e muitos questionamentos sobre as atitudes humanas.

    • Isso mesmo Manu… triste realidade, mas conhecer a história tão de perto é fantástico.

  • Gente que maravilha de cidade Anna! Amei os bolos só de ver. Comida boa. História. Certeza que me emocionaria na casa de Nelson Mandela e no museu do Aparthaid. Até agora quero fazer tudo igual a seu roteiro na África!

    • Muito obrigada pela visita aqui no blog Mayara! Pois é, até hoje lembro das “orgias gastronômicas” rsrs

  • Aninha Lima

    Já entendi que melhor que visitar Joanesburgo é comer em Joanesburgo!!
    Adorei a dica! Queria demais ir pra África do Sul ano que vem! Continue me tentando com seus posts!

    • Comida boa sempre rsrs… é o meu lema. Dessa vez não consegui me conter e estou lutando aqui para perder os kg extras!

  • Marilisa Domingues

    Ana essa cidade é completa, o Paulinho ia adorar, tem a a cara dele, opções de sobra principalmente comidas rs… .. Ahh.. eu sou fã do Mandela, ia adorar conhecer a casa dele, achei super interessante. Com ctz está em minha listinha bjs. ótimas dicas!

    • Eu também sou muito fã do Mandela! principalmente depois dessa viagem. Muito obrigada pela visita querida!

  • Adorei conhecer Joburgo e relembrar a cidade lendo seu post foi demais!
    Me emocionei com o Museu do Apartheid…
    Seu post foi super saudosista e me deu mais vontade de voltar na cidade e comer essas delícias que você comeu! Deu água na boca!!!

    • Muito obrigada pelos elogios Ray! Até eu já estou com saudades, e olha que acabei de voltar… bjs

  • Tô ainda mais interessado por um tutorial de “como escrever no blog enquanto viaja”. Tua habilidade de máquina é invejável, Anna. Haha!

    Joanesburgo nos passou longe, já que só visitamos a Cidade do Cabo. Não tínhamos tempo, infelizmente! Quem sabe numa outra oportunidade? Quero conhecer, sim. Uma coisa que me deixa curioso é que a gastronomia parece ser típica da África do Sul mesmo, né? A “gastronomia do engordol”. XD Porque socorro, na África do Sul engordei litros e mais litros e mais centímetros cúbicos e não tinha como!

    • kkkkkkkkkkk Foram só alguns! Agora que o bicho tá pegando aqui… acho que ainda tenho mais de 10 posts pra escrever sobre a África do Sul.
      Nem me lembre da gastronomia, porque só de lembrar eu já engordo Igor!

  • Liany Garves

    Eu conheci Joanesburgo somente como parada, já que fui para o Kruger e na volta fiquei um dia lá antes do meu vôo para o Brasil e não fiz metade das coisas que você fez rs! Gostaria muito de ter ido até Soweto mas o Museu do Apertheid foi uma experiência incrível para mim, eu ficaria lá o dia inteiro e me deixou muito tocada.
    Mas tirando isso não gostei muito da cidade. No geral não gosto de grandes cidades e não me senti muito segura por lá!

    • Museu do Apartheid é sensacional! Eu gostei da cidade… mas tb adoro passear em SP, que tem o mesmo estilo. O lado histórico da cidade é o que mais me chamou atenção tb! bjs

  • Elaine Villatoro

    Esse lugar me traz lembranças boas e ruins (falta de segurança) mas ainda assim voltaria. Fui no The Orbit que é um bar de jazz, foi uma delícia!!! Quero visitar os museus e o Soweto na próxima.

    • Sério? Não tivemos problemas com segurança, mas realmente, é uma cidade grande e problemas de cidades grandes estão presentes lá também! Bjs

  • Livia Melo

    Que bacana ler um post com dicas de Joburgo! Tenho super vontade de conhecer, mesmo com a fama de cidade de conexão, rs. Super completo o post, parabéns, anotei todas as dicas! Bjss

  • Isabelle Oliveira

    A minha vontade de conhecer a África do Sul vem aumentando de ver a experiência que as pessoas tem ido nessa viagem!! Muito legal!!

  • Alexandre Nunes

    Muito bom mesmo seu post. Bem dividido e com dicas preciosas pra otimizar a visita. Tenho mta vontade de conhecer e poder mergulhar um pouco mais na historia de Nelson Mandela; claro que a praça e a casa q ele morou não poderia deixar de fora né? abraços e parabéns pelo blog 🙂

    • Muito obrigada Alexandre. É um país que realmente recomendo a visita!

  • Flavia

    Quando fomos para a Africa do Sul optamos por seguir apara cape Town por conta de estarmos com a nossa filha de 3 anos, mas achei super bacana o passeio para ir sem ela. E o que é o Neighbourgoods Market? Que lugar incrivel com altos pratos e ainda um charmoso terraço. Amei conhecer as dicas da cidade!

    • Neighbourgoods Market ganhou meu coração! Que vontade voltar…